nsc
an

34º Festival de Dança

Ana Botafogo é anunciada curadora artística do Festival de Dança de Joinville

Bailarina e atual diretora artística do Theatro Municipal do Rio de Janeiro assume a função para preparar as próximas edições do evento

26/07/2016 - 16h09 - Atualizada em: 26/07/2019 - 20h31

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
Em maio deste ano, Ana deu uma aula especial para bailarinas de Joinville
Em maio deste ano, Ana deu uma aula especial para bailarinas de Joinville
(Foto: )

Pelos próximos dois anos, a bailarina Ana Botafogo estará ainda mais perto de Joinville: ela foi anunciada como integrante da curadoria artística do Festival de Dança, e assume seu lugar no grupo composto por Mônica Mion e Thereza Rocha para preparar a 35ª edição do evento assim que esta edição acabar.

Não que Ana Botafogo em Joinville seja novidade: ela veio para a cidade pela primeira vez ainda no início da carreira como primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro para dançar na quinta edição do Festival de Dança de Joinville, quando apresentou o segundo ato de La Bayadère na abertura da noite de balé clássico da Mostra Competitiva. Era 1987 e, desde então, a vida da bailarina esteve intimamente ligada à cidade, com diversas outras participações no Festival em noites especiais, além de ter atuado como jurada e como professora.

— Já estive muitas vezes em Joinville, mas desta vez é com uma missão especial. Sei que tantas personalidades da dança já passaram por aqui e é uma grande responsabilidade, então estou tomando para mim essa responsabilidade — afirma ela.

Ana entra no lugar de Marcelo Misailidis, que também atuou como primeiro bailarino do Theatro Municipal do Rio. A curadoria artística é nomeada pela presidência da diretoria do Instituto Festival de Dança e é constituída por profissionais reconhecidos da dança que tem por responsabilidade fazer a seleção dos grupos inscritos no Festival, indicar professores, jurados e companhias convidadas, levar sugestões sobre os formatos do evento e para outros projetos e ações do Festival.

Confira a programação completa do Festival de Dança de Joinville

Em agosto de 2015, Ana assumiu a direção artística do Ballet do Theatro Municipal do Rio, compartilhando a gestão com a também primeira bailarina Cecilia Kerche. Ela acredita que esta experiência irá contribuir para o trabalho como curadora.

— Acho que vou trazer mais um turbilhão de coisas para este grupo e, assim, surgirem ideias novas. Posso dizer que, até pouco tempo, eu era muito bailarina, mas agora é outro olhar, outra vivência, e espero trazer um pouco desta curta experiência para o Festival — avalia ela.

Assumindo o posto de curadora do Festival de Joinville quando este está prestes a completar 35 anos e foi um dos grandes motivos para que a cidade recebesse, na semana passada, o título de Capital Nacional da Dança, Ana deseja vida longa ao evento.

— Nada mais justo, não tem nenhuma outra cidade que pudesse merecer este título, pela trajetória e por aglomerar esta família da dança brasileira. Sei que faz parte do calendário da cidade, mas todo mundo quer e espera vir para Joinville, desde que as crianças começam a estudar dança - elogia ela, que em 2011 recebeu o título de cidadã honorária de Joinville.

Colunistas