nsc
    dc

    Mudanças

    Anac adotará providências contra decisão que proíbe cobrança de bagagem em voo

    Segundo a agência, as novas normas buscam aproximar o Brasil das práticas internacionais

    13/03/2017 - 15h57 - Atualizada em: 21/06/2019 - 21h59

    Compartilhe

    Por Estadão Conteúdo
    (Foto: )

    A respeito da decisão da Justiça que proíbe a cobrança de bagagem em voo, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informa que respeita as instituições, mas adotará as providências necessárias para garantir os benefícios que acredita que as novas regras oferecem a toda a sociedade brasileira.

    Segundo a agência, as novas normas buscam aproximar o Brasil das melhores práticas internacionais, trazendo novos estímulos para a competição entre as empresas aéreas, com mais opções de preços aos passageiros e seus diferentes perfis, como aqueles que pretendem transportar apenas os 10 kg na bagagem de mão. "A agência trabalhou nos últimos cinco anos em estudos de mercado e debates públicos sobre o tema, tendo recebido mais de 1.500 contribuições sobre o assunto", informa.

    Leia mais:

    Organize uma bagagem de mão perfeita e prática

    VÍDEO: veja truques para aproveitar melhor o espaço da mala

    A Anac destaca ainda que em 10 de março a Justiça Federal do Ceará confirmou em sentença as regras da Anac previstas para entrar em vigor nesta terça-feira, 14, como a desregulamentação da bagagem. "Foi julgado improcedente o pedido de suspensão da norma por entender que a resolução beneficia os consumidores, não fere o Código Civil, o Código de Defesa do Consumidor nem a Constituição Federal", diz.

    Leia as últimas notícias

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas