publicidade

Polícia
Navegue por

Violência

Ao menos 100 pessoas são presas após série de ataques no Ceará 

Estado tem sofrido ataques a ônibus, delegacias e agências bancárias 

06/01/2019 - 17h10

Compartilhe

Por GaúchaZH
Atentados Ceará
Mais de 90 ataques em 20 municípios cearenses foram contabilizados desde a última quarta-feira
(Foto: )

Mais de 100 pessoas já foram presas por suspeita de envolvimento na série de ações criminosas no Ceará – destas, 53 foram detidas apenas no sábado (5). A informação é da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS).

A pasta informa, ainda, que nenhum ônibus foi incendiado na região metropolitana de Fortaleza desde o início da noite de sábado. Blitze com a participação de mais 70 policiais militares são realizadas em pontos estratégicos da capital cearense.

— Nos flagrantes realizados até agora, foram apreendidas armas de fogo, entre elas um fuzil mosquefal, munições, galões de gasolina e coquetéis molotovs — informou a nota enviada pela secretaria.

Mais de 90 ataques em 20 municípios cearenses foram contabilizados desde a última quarta-feira (2). Quase todas as viaturas enviadas pela Força Nacional de Segurança já estão nas ruas da Grande Fortaleza desde o início da noite de sábado.

A FNS enviou cerca de 300 profissionais e 30 veículos na madrugada de sábado para reforçar o patrulhamento. O efetivo vai atuar por 30 dias no Estado, após aprovação do Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará, cerca de 80 agentes enviados pelos governos de outros oito Estados do Nordeste reforçarão o sistema carcerário no Estado cearense. Alguns profissionais já chegaram, mas o número não foi confirmado pela pasta. Os agentes fazem parte da Força Penitenciária Integrada de Intervenção (FIPI) e já foram enviados em 2016, quando o Ceará passou por crise no sistema prisional.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação