nsc
dc

Justiça

Aplicativo de relacionamento é multado por não retirar perfil falso 

Homem teve imagem e nome divulgado em perfil que não era dele

25/10/2019 - 16h43

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona

A empresa de aplicativo de relacionamento Tinder foi condenada pela Justiça de Chapecó a indenização de R$ 9 mil para um homem que teve a imagem e nome divulgados em um perfil falso.

A vítima relatou que comunicou a empresa do erro e não teve o pedido atendido. A medida só foi tomada após decisão judicial que previa multa diária de R$ 200.

O juiz André Alexandre Happke, do Juizado Especial Cível, entendeu que mesmo a fiscalização prévia das informações prestadas não é atividade inerente do provedor e da empresa, após a comunicação do conteúdo falso teria que ter tomado a medida. O juiz deixo claro que não é caso de censura mas sim de violação ao direito de imagem individual de um cidadão. Cabe recurso da decisão.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas