nsc
    dc

    Investigação

    Após acordo de delação premiada com a PF, Palocci promete entregar arquivos de sua consultoria

    Ex-ministro foi preso em 2016 na 35ª fase da operação Lava-Jato

    03/07/2018 - 09h39

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    Preso há quase dois anos em Curitiba, o ex-ministro Antonio Palocci prometeu entregar nos próximos dias — em cumprimento de um acordo de delação com Polícia Federal (PF), feito em abril — arquivos que envolveriam negociatas da sua consultoria, a Projeto, para recebimento de valores provenientes de esquemas de corrupção em órgãos públicos comandados pelo PT, entre eles, a Petrobras. As informações são do jornal O Globo.

    Segundo a publicação, o material reúne contratos, planilhas e outras evidências mantidos até hoje em segredo nos computadores da consultoria de Palocci que abrirão uma nova frente de investigação da Lava-Jato. Em caso de entrega dos dados, o ex-ministro pode deixar a prisão e progredir para o regime domiciliar com tornozeleira.

    Palocci foi detido na 35ª fase da operação Lava-Jato, em 2016, batizada de Omertá, após o delegado Filipe Hille Pace mapear as movimentações da "planilha Italiano" nos dados do departamento de propina da Odebrecht.

    Leia mais notícias de Política no Diário Catarinense

    Colunistas