publicidade

Cotidiano
Navegue por

Saúde pública

Após suspensão, exames de sangue e de urina serão retomados nas UPAs Norte e Sul de Florianópolis

Empresa ameaçou suspender o serviço pela segunda vez este ano por falta de pagamentos da prefeitura

13/03/2017 - 13h45 - Atualizada em: 27/04/2017 - 13h18

Compartilhe

Por Redação NSC
Cerca de 10 mil exames são realizados nas UPAs mensalmente
Cerca de 10 mil exames são realizados nas UPAs mensalmente
(Foto: )

A empresa Diagnóstico Laboratório de Análises voltou atrás da decisão de reincidir o contrato com prefeitura de Florianópolis. O laboratório é responsável por realizar os exames de sangue e urina nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e havia ameaçado suspender os procedimentos a partir deste domingo por falta de pagamentos. A informação foi divulgada pelo colunista do Diário Catarinense Rafael Martini.

Leia mais:

Exames em UPAS de Florianópolis podem ser suspensos

Após suspensão, exames de sangue e de urina serão retomados nas UPAs Norte e Sul de Florianópolis

De acordo com o proprietário da Diagnóstico, Flavio Hormann, a empresa vai manter o serviço por mais 15 dias. Hormann disse que recebeu do secretário municipal de Saúde, Carlos Alberto Justo da Silva, na tarde desta quinta-feira a proposta de uma solução durante este período.

O empresário afirma que a dívida chega a R$ 170 mil e é referente aos meses entre novembro de 2016 e março de 2017. Em março deste ano, a Diagnóstico suspendeu o atendimento entre os dias 11 e 13 de março devido ao atraso nos pagamentos. Na época, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que quitaria a dívida de forma parcelada. De acordo com Hormann, o laboratório realiza cerca de 10 mil exames ao mês e o atendimento é mantido durante 24h nos sete dias da semana.

O secretário de Saúde afirma que as dívidas da prefeitura estão sendo levantadas e que houve um atraso neste cadastramento. Segundo ele, a pasta está realizando uma força-tarefa para quitar os valores pendentes e que os repasses federais já foram encaminhados para os fornecedores. Silva explica que não é possível determinar um prazo para quitar as dívidas, inclusive as do laboratório, mas nos próximos 15 dias a secretaria vai analisar se mantém o contrato com a Diagnóstico em razão das ameaças de paralisação do serviço.

Leia mais notícias da Grande Florianópolis

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação