nsc
dc

publicidade

Aplicativo de transportes

App Garupa desbanca gigantes no aeroporto de Florianópolis

Em conversa com o TechSC, o CEO Marcondes Trindade revelou que as negociações com o Floripa Airport foram tensas e longas

06/01/2020 - 11h05 - Atualizada em: 06/01/2020 - 12h21

Compartilhe

Por Fabrício Vitorino
Garupa é uma empresa gaúcha que está há oito meses na Capital Catarinense.
Garupa é uma empresa gaúcha que está há oito meses na Capital Catarinense.
(Foto: )

O aeroporto de Florianópolis já tem um aplicativo de transportes parceiro. E não é nenhum gigante multinacional: trata- se do Garupa, uma empresa do Sul do Brasil que está há oito meses na capital catarinense. O acerto vem em boa hora, já que desde a inauguração, em outubro de 2019, o Floripa Airport é alvo de críticas tanto de passageiros quanto de motoristas, já que os carros têm apenas 10 minutos para desembarcar ou embarcar sem pagar.

Em conversa com o TechSC, Marcondes Trindade, CEO do Garupa, revelou que as negociações com o Floripa Airport foram tensas e longas, e envolveram muitas contas por parte da empresa gaúcha.

— Somos uma empresa nova no mercado, com dois anos e meio de operação, sendo oito meses em Floripa. Mas a gente viu uma boa oportunidade no aeroporto e começamos uma negociação que envolveu muito da nossa parte, pois tínhamos que mensurar bem a quantidade de passageiros para avaliar o poder do contrato. E dentro daquilo que eles estavam pedindo de valores. Não vamos falar de números, mas vamos pagar uma taxa mensal para fazer a operação no aeroporto como um todo — explica Trindade.

Ainda segundo o CEO do Garupa, o contrato tem duração de dois anos, com algumas cláusulas de rescisão, o que vai demandar da empresa um trabalho "consistente".

— Como eu disse, é uma novidade, é o primeiro aeroporto do Brasil que o Garupa opera. Tivemos muito cuidado com a questão de valores, para a gente não se comprometer depois com algo que a gente não pudesse cumprir a gente não pudesse cumprir.

Trindade reforça que o Garupa vem sendo bem aceito em Floripa, com 2 mil motoristas e 10 mil clientes cadastrados em apenas oito meses de operação na capital catarinense. Com o acerto, é natural que surjam muitas dúvidas nos passageiros, tais como "o Garupa é o único aplicativo do aeroporto?". Tecnicamente, a resposta é sim, já que o app é parceiro e o único exclusivo do terminal. Mas outros serviços, como Uber e 99, vão poder entrar e deixar passageiros sem problemas.

— Agora, o app que vai ter o espaço dentro do aeroporto, como negociamos, é o Garupa. Dentro do estacionamento do aeroporto estamos pagando para o nosso motorista estar dentro do aeroporto, para que ele não fique na via de acesso, parado, esperando chamada. E no desembarque teremos facilitadoras que vão ativar o aplicativo para todos no aeroporto. É um trabalho bem completo: o passageiro chegou, é informado que tem um aplicativo exclusivo do aeroporto, que tem carros à disposição, que tem agilidade, segurança — detalha Trindade.

O Garupa, aliás, opera em um modelo diferente das gigantes do mercado — "sócio x operadora", uma espécie de franquia, onde empreendedores locais podem levar o serviço e adequar a necessidades específicas. Por si, o Garupa opera em três cidades do Brasil — Santa Maria, Porto Alegre e Florianópolis.

Com sócios-operadores, já são quase 500 municípios em todo o Brasil.

— Além do aeroporto, temos ainda a licitação com o governo do Estado de SC, que ganhamos. E essa é nossa ideia, como empresa brasileira: ocupar os espaços no mercado no nosso país — diz Trindade.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Economia

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade