nsc

publicidade

Futebol

Argentina vence Venezuela e será a adversária do Brasil na semifinal da Copa América

Clássico sul-americano será disputado na próxima terça-feira, em Belo Horizonte 

28/06/2019 - 19h52

Compartilhe

Por GaúchaZH
Vitória de 2 a 0 foi construída logo no início do primeiro tempo com gol de Lautaro Martínez
Vitória de 2 a 0 foi construída logo no início do primeiro tempo com gol de Lautaro Martínez
(Foto: )

*Por Filipe Duarte

A Copa América terá um clássico entre Brasil e Argentina na semifinal. A definição do adversário brasileiro aconteceu na tarde desta sexta-feira (28), após os argentinos vencerem a Venezuela por 2 a 0, no Rio de Janeiro, pelas quartas de final.

Sob os olhares de mais de 50 mil pessoas, Lautaro Martínez e Lo Celso marcaram os gols da partida. Agora, a rivalidade sul-americana será posta à prova na próxima terça (2), às 21h30min, no Mineirão, em Belo Horizonte.

A camisa pesou. Mesmo tendo vencido o último amistoso entre as duas seleções, em março deste ano, os venezuelanos não ameaçaram a Argentina em nenhum momento. Antes dos 10 minutos de jogo, Messi guiou seus companheiros ao ataque em três oportunidades.

Primeiro, pifou Aguero, que bateu rasteiro nas pernas do goleiro Fariñez. Depois, em cobrança de escanteio, viu a bola bater nas pernas de Pezzella e se oferecer tranquila nas mãos do goleiro.

Por fim, na terceira chance, o ataque não perdoou. O cronômetro marcava 9 minutos quando o meia do Barcelona cobrou novo escanteio e a bola encontrou Otamendi na entrada da área.

O zagueiro bateu firme em direção ao gol e, no meio do caminho, Lautaro Martínez desviou para o fundo das redes, abrindo o marcador. O gol, no entanto, desacelerou o ritmo argentino, definindo o primeiro tempo em meras disputas físicas pela bola.

Logo no retorno ao intervalo, Lautaro partiu em disparada, ganhou na velocidade, mas errou o alvo. O chute forte saiu para fora, próximo do ângulo esquerdo de Fariñez. Cabia aos venezuelanos reagir na partida.

Aos 25, Hernández apareceu na cara de Armani, obrigando o goleiro argentino a promover uma defesa à queima-roupa. A punição viria três minutos depois. Aguero bateu firme da entrada da área, Fariñez não conseguiu segurar a bola e Lo Celso apareceu para completar a jogada, decretando a vitória argentina por 2 a 0.

Ainda não é assinante? Faça sua assinatura do NSC Total para ter acesso ilimitado ao portal, ler as edições digitais dos jornais e aproveitar os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade