nsc
    nsc

    Beirute

    Ataques israelenses perto de Damasco e no sul da Síria

    29/11/2018 - 17h58

    Compartilhe

    AFP
    Por AFP

    A aviação israelense bombardeou, nesta quinta-feira (29) à noite, várias posições perto de Damasco e no sul da Síria, indicou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), enquanto a mídia síria falava de disparos antiaéreos contra alvos não detalhados.

    Segundo o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman, "as forças israelenses bombardeiam há uma hora posições na periferia sul e sudoeste de Damasco, como o setor de Kesswa, onde se encontram depósitos que pertencem ao Hezbollah libanês e às forças iranianas".

    "Os ataques apontam igualmente a setores no sul da Síria, na fronteira da província de Quneitra", situada perto de Israel, acrescentou.

    Abdel Rahman falou em "várias explosões" nas regiões atacadas.

    Os meios de comunicação oficiais sírios, por sua vez, informaram sobre disparos contra "objetivos hostis" perto de Damasco, sem dar detalhes.

    "A nossa defesa antiaérea entrou em ação e atirou contra alvos hostis sobre a região de Kesswa", nos arredores de Damasco, indicou a agência Sana.

    Habitualmente, o regime sírio usa esta terminologia para designar aviões ou mísseis israelenses.

    A Sana assegurou que a defesa antiaérea "destruiu todos os objetivos hostis", os quais "não alcançaram o seu objetivo".

    O Hezbollah e o Irã, inimigos tradicionais de Israel, ajudam o regime de Bashar al-Assad na guerra na Síria. As suas posições no país têm sido objeto de ataques por parte da aviação israelense em várias ocasiões.

    O setor de Kesswa já foi alvo dos ataques israelenses, que provocaram incêndios e mataram combatentes dos Guardiães da Revolução iranianos e milícias xiitas pró-iranianas, segundo o OSDH.

    "É a primeira vez que a defesa antiaérea síria entra em ação desde a queda do avião russo", em 17 de setembro, acrescentou Abdel Rahman.

    A defesa antiaérea síria disparou para interceptar mísseis israelenses que atacavam os depósitos de munições na província de Lataquia (noroeste), e derrubou por erro uma aeronave russa.

    O incidente causou a morte de 15 militares russos a bordo do avião e provocou tensões entre Rússia e Israel, que muitas vezes faz ataques na Síria contra posições do regime e de seus aliados.

    * AFP

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas