nsc
    dc

    Arte e música

    Ato feminista lota escadarias da Catedral em Florianópolis  

    Performance artística que começou no Chile chegou a Santa Catarina e já percorreu cidades como Paris, Londres, Barcelona e Nova York

    10/12/2019 - 18h11 - Atualizada em: 10/12/2019 - 21h21

    Compartilhe

    Por Carolina Marasco
    Ato lotou escadarias da Catedral de Florianópolis
    Ato lotou escadarias da Catedral de Florianópolis
    (Foto: )

    Centenas de mulheres lotaram as escadarias da Catedral nesta terça-feira (10), em Florianópolis, para denunciar o machismo e a violência contra a mulher. A performance “Um estuprador no teu caminho” em Santa Catarina faz parte da repercussão de um ato chileno que viralizou nas redes sociais. Com arte, música e dança, mulheres de todo o mundo engajaram-se na causa e levaram o protesto para cidades como Paris, Londres, Barcelona e Nova York.

    No evento organizado pelo Facebook, mais de 400 mulheres demonstraram interesse em participar do ato e cerca de 200 confirmaram a presença. A letra traduzida da música chilena está disponível na rede social.

    O movimento 8M utilizou a experiência em organização de protestos para incentivar todas as mulheres do grupo. A apresentação artística contou também com a participação do grupo de teatro das oprimidas, o Madalenas na luta. As integrantes foram as responsáveis por coordenar as atividades cênicas e artísticas do ato.

    — Não temos como saber se essas mulheres que não participaram dos movimentos feministas irão começar a participar. Mas, esperamos que elas levem a luta no seu dia a dia, até com a mudança de pequenos hábitos — disse Ana.

    Mãe e filha unidas na luta feminista

    Com apenas 20 anos, a estudante de publicidade Flávia Borges afirma reconhecer a importância da presença de mulheres nos atos contra a violência. A performance artística não foi a primeira da jovem, mas desta vez, ela contou com uma novidade: a presença da mãe.

    Rosângela Silva, de 50 anos, acompanhou a filha durante a apresentação. Demonstrando apoio e incentivando a estudante, Rosângela reafirmou a relevância de atos feministas para quebrar o preconceito na sociedade.

    Manifestantes usaram venda
    Manifestantes usaram venda
    (Foto: )

    Grupo de WhatsApp mobilizou participantes

    Organizado por um grupo de WhatsApp, o protesto contou com a participação de ativistas de movimentos feministas e também de mulheres que não fazem parte de coletivos. Foi pelo grupo da rede social que as participantes traduziram a letra do espanhol, marcaram ensaios, coletaram ajuda com equipamentos de som e combinaram quais os itens seriam utilizados no ato.

    — Quando criamos o grupo, não esperávamos tanta mobilização. Tanto que o ato seria realizado apenas no dia 8 de março de 2020, mas conseguimos marcar antes graças ao engajamento das mulheres — comentou Ana Bezerra, da frente feminista do 8M de Santa Catarina.

    O protesto começou com a performance da letra traduzida do espanhol e encerrou com um apelo bastante brasileiro. Ao encerrar a apresentação, após algumas manifestações contrárias de homens que passavam pelo local, as mulheres cantaram frases críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PSL).

    Entenda o ato feminista no Chile

    A performance "Un violador en tu camino" ficou conhecida dia 25 de novembro quando foi executada em uma manifestação em Santiago. A data escolhida pelo coletivo Lastesis é o Dia Internacional da Eliminação da Violência contra as Mulheres.

    O movimento chileno fez uma convocação para mulheres de outros países reproduzirem o ato através da conta do Instagram. A repercussão já gerou performances em diversas cidades e letras em espanhol, português e inglês.

    No ato chileno e também nas versões em outros países, as participantes usam uma venda sobre os olhos, O objetivo é simbolizar a cegueira da sociedade sobre os casos de violência contra as mulheres e para lembrar dos 232 manifestantes chilenos que foram atingidos nos olhos por balas de borracha lançadas pela polícia.

    Mulheres fizeram ato em Florianópolis
    Mulheres fizeram ato em Florianópolis
    (Foto: )

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas