nsc
    dc

    Agroindústria

    Aurora compra frigoríficos da Cotrel por R$ 108 milhões

    Cooperativa já arrendava as duas unidades de frangos e suínos

    08/03/2017 - 14h38 - Atualizada em: 08/03/2017 - 16h10

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Mário Lanznaster afirmou que compra da Cotrel tem como objetivos também preservar faturamento e os empregos
    Mário Lanznaster afirmou que compra da Cotrel tem como objetivos também preservar faturamento e os empregos
    (Foto: )

    A Aurora Alimentos anunciou nesta quarta-feira a compra das unidades frigoríficas de aves e suínos da Cooperativa Tritícola Erechim (Cotrel). O valor da transação é de R$ 108 milhões e será pago em cinco anos, parte com recursos próprios, já que a cooperativa teve uma sobra de R$ 109 milhões no ano passado, e parte com financiamento do BNDES. O acordo foi aprovado pelo Juízo da Vara de Falências e anuência da Fazenda Nacional.

    Também foram adquiridas as marcas Nobre, Nobreza, da Fazenda e Capone. As duas unidades da Cotrel em Erechim representam 7,8% da receita operacional bruta da Aurora, que faturou R$ 8,5 bilhões no ano passado, num crescimento de 12%. As duas plantas geram 2.496 empregos e abatem 26,7 milhões de aves e 418 mil suínos por ano.

    Desde 2005 a Cotrel era parceria da Aurora, primeiro com prestação de serviço e, a partir de 2007, com arrendamento. No entanto, pela necessidade de investimentos nas duas plantas, era necessária a aquisição. Somente em melhorias a Aurora deve investir R$ 40 milhões nas duas plantas.

    O presidente da Aurora, Mário Lanznaster, disse que a cooperativa tomou essa medida pensando também na parte social .

    — A Aurora adotou firme e corajosamente esta decisão em razão de seu compromisso de evitar o desemprego, proteger os produtores rurais cooperados integrados, manter a sua base produtiva e sua receita operacional bruta, além de atender ao apelo da comunidade regional — disse.

    Nos últimos anos a Aurora vem adotando uma prática de arrendar unidades e depois comprá-las. Um exemplo foi a unidade da Chapecó Alimentos, em Chapecó, que foi adquirida definitivamente em 2015 por R$ 235 milhões.

    Atualmente a única unidade arrendada é a de Xaxim, que também pertence à massa falida da Chapecó Alimentos.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas