nsc

publicidade

Notícia

Avaí e Joinville duelam na Ressacada para confirmar uma vaga nas semifinais do turno

Atacantes Leonardo e Lima têm motivações especiais para a disputa do clássico

06/02/2010 - 16h30 - Atualizada em: 06/02/2010 - 21h44

Compartilhe

Por Redação NSC
Dois pontos separam o Avaí do líder Joinville
Dois pontos separam o Avaí do líder Joinville
(Foto: )

O Avaí encara neste domingo, às 19h30min, na Ressacada o Joinville, líder do turno do Catarinense. Com três pontos a mais do que o Leão, o JEC praticamente encaminhou sua vaga nas semifinais do primeiro turno. Se o Leão vencer também se aproximará muito de ser um dos quatro times que vão às semifinais. Dois personagens têm motivos especiais para fazer uma grande apresentação em Florianópolis.

>>> O clicEsportes acompanha o jogo pelo Min a MIn a partir das 19h30min

No Avaí, o sorriso do atacante Leonardo, autor do gol de empate do Leão no clássico contra o Figueira, em nada lembra o drama que ele viveu há cerca de dois anos. Por causa de uma infecção hospitalar, após fazer uma cirurgia para corrigir um problema no púbis, em 2007, o atacante azurra, de 27 anos, quase abandonou a carreira.

Precisou de paciência e esperança para não largar o futebol. Com a ajuda do Avaí, ganhou suporte para fazer nova cirurgia no início de 2009. Resolveu o problema e, seis meses depois, estava novamente dentro de campo. O que parecia "impossível" para muitos, virou realidade para Leonardo e ele voltou a sorrir.

- Se hoje estou aqui devo isso ao presidente Zunino (João Nilson) e à minha família, que me ajudaram muito nos momentos mais difíceis. Cheguei a pensar que não voltaria a jogar - diz.

O retorno aos gramados ocorreu no dia 7 de setembro do ano passado, diante do Inter, na Ressacada. Leonardo não marcou gols e o time perdeu por 2 a 0. As chances foram escassas e o atacante avaiano ficou em dúvida. Teria ele condições de recuperar a forma física e técnica que o fez ficar conhecido no Paraná, em 2006, e intimidar os zagueiros adversários?

Passados cinco meses, Leonardo obteve a primeira resposta positiva para a sua indagação. Na última quinta-feira, quando marcou frente ao maior rival, o camisa 9 assumiu a responsabilidade e balançou a rede adversária aos 47 minutos do segundo tempo. Uma emoção que mexeu com os sentimentos do jogador.

- Tenho certeza de que vou dar a volta por cima. Estou confiante e a torcida pode acreditar - ressalta.

Ainda sem Vandinho, que está machucado, coube a Leonardo garantir a alegria do torcedor azurra. Afinal, atacante que não faz gols é sempre muito cobrado. O jogador sabe disso e espera ter posto um ponto final na "seca" de gols _ dos 13 feitos pelo Leão no campeonato, apenas três foram anotados por jogadores do setor.

- Perdi algumas noites de sono. Não é fácil jogar cinco, seis partidas como titular e não ter a chance de fazer gol - afirma.

Pelo lado do Joinville, o atacante Lima, o homem-gol do JEC, todo mundo conhece. Mas nem todo mundo presta atenções nos números do camisa 9 tricolor. Com o gol marcado na vitória por 3 a 1 diante do Metropolitano na Arena, na última quinta, Lima atingiu a marca de 47 pelo clube. Média de um gol por partida.

Com esse desempenho, Lima alcançou João Carlos Maringá e se tornou o nono maior goleador da história do clube. A diferença entre os dois ídolos da torcida está no número de jogos disputados: Lima tem 47 jogos, e Maringá, 243. Artilheiro do Catarinense com cinco gols ao lado de Felipe Oliveira, do Imbituba, o atacante pode alcançar ainda neste Estadual outro feito impressionante.

Contra o Avaí, neste domingo, na Ressacada, Lima tem outra meta. Além de buscar a vitória e garantir matematicamente o Joinville na semifinal do turno, o centroavante espera marcar. Com mais um gol, ele alcançará o oitavo posto na história dos goleadores do Joinville, ao lado de Moreno, jogador que defendeu o clube nos anos 1980. De contrato renovado até o final de 2010, o atacante tricolor está de bem com a vida.

- Aqui eu me sinto bem. Tudo parece caminhar certo. A torcida gosta de mim e eu gosto muito dela. Quero marcar o máximo de gols possíveis para ajudar o time a ser campeão - ressalta.

Lima chegou ao Joinville em 2008, vindo do Goiás. Lá, o atleta disputava o Brasileiro da Série A. Depois de uma noitada, acabou batendo o carro e sendo dispensado. No dia seguinte, se converteu e virou evangélico. Mais 24 horas e o jogador acertou-se com o JEC para disputar a Copa SC.

- Vou ficar aqui para fazer o time subir de série. Quero erguer taças pelo Joinville - garante.

Ficha técnica

AVAÍ

Zé Carlos; Emerson Nunes (Gabriel), Rafael, Emerson; Medina, Robertinho, Rodrigo Thiesen, Davi (Caio), Uendel; Sávio e Leonardo

Técnico: Péricles Chamusca

JOINVILLE

Fabiano; Eduardo, Lacerda, Samuel, Chiquinho; Carlinhos Santos, Paulinho Dias, César Prates, Ricardinho; Leandro Costa e Lima

Técnico: Sérgio Ramirez.

Arbitragem: Jefferson Schmidt, auxiliado por Maíra Americano Labes e Joel Reis Alves Júnior.

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Horário: 19h30min.

Ingressos: cadeiras setores A, C, D e E, R$ 100; menor, R$ 30; arquibancada descoberta setores B, F, G e H, R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia); menor arquibancada descoberta, R$ 10. Estudantes e idosos que desejam comprar meia-entrada deverão, obrigatoriamente, apresentar a carteira de identidade e a carteira de estudante.

Abertura dos portões: 17h30min.

No ar: A CBN/Diário transmite a partida e o clicEsportes acompanha o jogo pelo Min a Min

Deixe seu comentário:

publicidade