nsc

publicidade

Leão fez coisa

Avaí faz gol no fim, vence em casa e afunda o Joinville

Vitória sobre o adversário catarinense mantém o Leão fora da zona do rebaixamento, e o JEC na lanterna

18/11/2015 - 21h11 - Atualizada em: 19/11/2015 - 17h09

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Existem coisas que acontecem apenas na Ressacada. Coisas como o gol de Éverton Silva aos 42 minutos do segundo tempo que garantiu ao Avaí a vitória sobre o Joinville, quebrou um jejum de seis jogos sem vitória contra o adversário catarinense em casa, que encerra uma sequência de sete partidas sem vencer na Série A e livra o Leão da zona de rebaixamento da Série A. Já o JEC fica em situação crítica. Faltando três rodadas para o término da competição, o time precisará tirar sete pontos de diferença par ao primeiro time fora do Z-4 hoje, justamente o Avaí

Por causa de fratura, autor de gol do Avaí quase ficou de fora do jogo

Salles Jr emocionou com a narração do gol de Éverton Silva

A vitória por 3 a 1 do Coritiba sobre o Goiás, no Serra Dourada, colocou ainda mais pressão sobre os atletas avaianos, afinal com esse resultado a equipe azurra estava entrando no Z-4. Essa pressão parece que refletiu no time em campo. Isso porque apesar de sair na frente do JEC, com gol de André Lima cobrando pênalti aos 18 minutos, o Avaí fez uma partida sofrida.

O novo técnico avaiano, Raul Cabral, prometeu um time com posse de bola, mas em campo se viu outra equipe. Quem teve mais domínio da bola foi o Joinville, com 58% da posse. Empurrado por seu torcedor, a equipe azurra pressionou e chegou ao gol com André Lima de pênalti, após ótima jogada de Anderson Lopes que sofreu a penalidade.

Depois de abrir o placar o Leão foi para cima, jogando no contra-ataque. Foi assim que Nino Paraíba recebeu no ataque e encobriu o goleiro tricolor, porém o auxiliar Cleriston Clay Barreto Rios, do Sergipe, marcou impedimento do lateral-direito avaiano. Um lance polêmico, isso porque o atleta avaiano não estava impedido.

Joinville joga bem, mas não vence

Inegavelmente, o Joinville jogou muito bem na Ressacada. O técnico PC Gusmão mudou a característica do time e manteve a bola nos pés e cada lance de bola parada tirava suspiros dos torcedores avaianos, afinal eram grandes chances de gol. E foi assim que o JEC empatou, aos 42 minutos do primeiro tempo Fernando Viana desviou de cabeça cobrança de escanteio e, apesar do goleiro Vagner fazer a defesa, a bola já tinha entrado no gol.

Veja como foi o minuto a minuto

Veja a tabela da Série A

Saiba tudo sobre o Avaí

Quem mudou a história do jogo foi Éverton Silva. Ele entrou no segundo tempo no lugar de Claudinei. Com um dos dedos da mão direita fraturado ele quase foi vetado pelo departamento médico do Leão. Mas pediu para ser relacionado.

Aos 42 minutos do segundo tempo recebeu passe de Renan Oliveira e em um chute cruzado, em um contra-ataque veloz, fez o gol da vitória do Avaí.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ (2)

Vagner; Nino Paraíba, Antonio Carlos, Emerson, Romário; Claudinei (Éverton Silva), Eduardo Neto, Rudnei (Pablo), Renan Oliveira; Anderson Lopes e André Lima (Romulo)Técnico: Raul Cabral

JOINVILLE (1)

Agenor; Edson Ratinho, Guti, Rafael Donato, Diego; Naldo, Kadu (Danrlei); Lucas Crispim (Edigar Júnio), Ítalo, Marcelinho Paraíba (Fernando Viana); Kempes

Técnico: PC Gusmão

Gol: André Lima (A), aos 18, e Fernando Viana (J), aos 42 minutos do 1º tempo. Éverton Silva (A), aos 42 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos: Eduardo Neto e Emerson (A); Kadu (J)

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (SP, Fifa), auxiliado por Cleriston Clay Barreto Rios (SE, Fifa) e Vicente Romano Neto (SP)

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis

Deixe seu comentário:

publicidade