nsc

publicidade

Notícia

Avaí goleia o Joinville por 5 a 1 e passeia em campo

Leonardo, autor de dois gols, Patric e Robson fizeram uma bela partida

07/02/2010 - 19h27 - Atualizada em: 08/02/2010 - 12h45

Compartilhe

Por Redação NSC
Leão da Ilha passeou em campo
Leão da Ilha passeou em campo
(Foto: )

Foi muito fácil. O Avaí goleou o Joinville por 5 a 1, na Ressacada, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Catarinense. Ao final do primeiro tempo, o Leão já vencia por 3 a 0. Leonardo, duas vezes, Patric, Davi e Roberto anotaram os gols do Avaí. Eduardo, nos acréscimos, marcou o gol de honra tricolor. Com o resultado, o Leão empata em número de pontos com o Joinville. Ambos somam 15 pontos. O tricolor leva vantagem no número de vitórias (5 a 4) e, portanto, ainda é o líder do Catarinense.

>>> Veja os gols da partida no site da RBS TV

Robson, o Robinho da Ressacada

Pode parecer exagero, muitos torcedores dirão que sim, mas se o Dunga estivesse assistindo o jogo na arquibancada da Ressacada, tomando um picolé de chocolate para se refrescar do calor, teria uma certeza: o Robinho da Copa é o Robson, jogador do Avaí. Ele também veio do Santos e é abusado.

O Avaí tocava a bola sem muita dificuldade. O Joinville não encaixava a marcação e de forma desavisada ia ao ataque deixando espaços pelos lados do campo. O Leão aproveitava esses espaços e entrava na área tricolor trocando passes. Aos 11 minutos, Robson partiu pra cima dos zagueiros e foi derrubado. Lance complicado. Robson caiu dentro da área, mas foi atingido fora. O assistente deu o pênalti. O árbitro hesitou por alguns minutos, mas ao consultar o auxilar, decidiu marcar a penalidade.Davi cobrou e fez: 1 a 0. Logo depois do gol, o Joinville tentou reagir. Aos 20 minutos, Zé Carlos, goleiro avaiano, fez uma boa defesa. Foi um lampejo, o tempo do torcedor descascar o amendoim.

Gols e mais gols

O Avaí atacava por todos os lados. A defesa do Joinville vertia água. Uendel, pela esquerda e Patric, na direita chegavam a todo instante no fundo. Foi de Patric o segundo gol. O estreante puxou um contra-ataque, estratégia adotata por Péricles Chamusca, do meio-campo, avançou até a área, e na saída de Fabiano marcou o segundo gol do Avaí. Eram 24 minutos. Oito minutos depois, um lindo gol. Rodrigo Thiesen lançou Uendel na esquerda e o lateral cruzou na medida para Leonardo só completar para o fundo das redes: 3 a 0. Já era goleada.

Líder sucumbe

O Joinville voltou para o segundo tempo disposto a honrar a liderança do Catarinense. Reforçou a marcação e passou a ir ao ataque de forma mais consciente. Entretanto, Lima, artilheiro do campeonato, saiu machucado. Sem referência, o tricolor sucumbiu.

Robson, de novo

Aos 8 minutos, o zagueiro Samuel tentou driblar Robson no meio-campo. Perdeu a bola. Robson partiu em velocidade e tocou para Leonardo. O atacante recebeu, dominou, levantou a cabeça e marcou 4 a 0. A torcida avaiana gritava olé. A torcida tricolor já tinha ido embora.

A partir daí, o Avaí tocou a bola de um lado para o outro. O Joinville, apático, não demonstrou vontade de esboçar qualquer reação. Mas o Avaí, na verdade, a torcida pedia mais. O time atendeu. Num contragolpe veloz, Roberto avançou pela esquerda. Ele abriu espaço entre os zagueiros e na saída de Fabiano fez: 5 a 0. O Joinville, no apagar das luzes, fez o gol de honra com Eduardo. Porém, nada tirou o brilho da massacrante vitória avaiana, do futebol arteiro de Robson, Patric e do faro de gol de Leonardo.

Ficha técnica

AVAÍ (5)

Zé Carlos (Renan), Gabriel, Rafael, Emerson; Patric (Medina), Johnny, Rodrigo Thiesen,

Davi (Roberto), Uendel, Robinho e Leonardo

Técnico: Péricles Chamusca

JOINVILLE (1)

Fabiano, Eduardo, Lacerda, Samuel, Chiquinho; Carlinhos Santos, Paulinho Dias,

César Prates (Renato Santos), Ricardinho; Leandro Costa e Lima (Claudemir)

Técnico: Sérgio Ramirez.

Gols: Davi (A), aos 13 minutos, Patric (A), aos 24, Leonardo (A), aos 32 minutos do 1º tempo. Leonardo (A), aos oito, Roberto (A), aos 36, Eduardo (J), aos 48 minutos do 2º tempo.

Amarelos: Lacerda, Eduardo (J); Gabriel (A).

Arbitragem: Jefferson Schmidt, auxiliado por Maíra Americano Labes e Joel Reis Alves Júnior.

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Público: 5.254 torcedores

Renda: R$ 26.640

Deixe seu comentário:

publicidade