nsc
    dc

    3 a 1

    Avaí perde para o Fortaleza no Brasileirão em jogo de pouco público na Ressacada

    Sem intensidade, Leão perde por 3 a 1 e continua na lanterna na Série A 

    30/10/2019 - 20h25 - Atualizada em: 30/10/2019 - 21h38

    Compartilhe

    João Lucas
    Por João Lucas Cardoso
    Avaí perde para o Fortaleza por 3 a 1 no Brasileirão 2019
    Avaí perde para o Fortaleza por 3 a 1 no Brasileirão 2019
    (Foto: )

    O Avaí perdeu para o Fortaleza por 3 a 1 no Brasileirão 2019, na noite desta quarta-feira. Em campo, o Leão da Ilha não apresentou força para seguir na luta contra o Z4, não teve intensidade em campo, e continua na lanterna da Série A. São nove jogos seguidos sem vitória do time catarinense.

    Os jogadores pareciam desanimados em campo. A torcida azurra certamente está. Não à toa foram 2.949 torcedores no estádio, o pior público na Ressacada no Campeonato Brasileiro.

    O Avaí fecha a 30ª rodada do Brasileirão 2019 no domingo. Às 19h30min, o Leão enfrenta o Goiás no Serra Dourada. No dia anterior, às 17h, o Fortaleza vai enfrentar o Atlético-MG, que perdeu para a Chapecoense nesta quarta-feira.

    O jogo

    Lento. O Avaí girava a bola de um lado para o outro, mas não ia além disso ou ao campo de ataque. Faltava agressividade ao time que apareceu com Igor Goularte na vaga de João Paulo, de fora por causa de amigdalite. O Fortaleza não se incomodava, como se o gol fosse questão de tempo. Foi.

    Aos 22, depois de escanteio levantado na área, a defesa não conseguiu tirar. O zagueiro Paulão carimbou na rebatido e pegou o rebote para fazer um golaço. De costas, ele ajeitou a bola e mandou a bicicleta certeira que encontrou as redes.

    Quatro minutos depois, o Avaí também chegou a balançar o barbante, mas não valeu. A arbitragem viu falta de Jonathan em Quintero antes de ficar de frente e sozinho com o goleiro Felipe Alves e cutucar. A partida voltou ao cenário de antes do gol, de uma injustificada burocracia futebolística. O primeiro tempo terminou com apenas quatro finalizações para cada lado.

    Por isso o Avaí voltou diferente. Não apenas pela entrada do meia Douglas. Avançar e ter presença no campo de ataque foi o bastante para o empate com apenas cinco minutos. Na frente da área, camisa 10 preferiu o passe entre os defensores que deixou Vinícius Araújo na cara de Felipe Alves. Ele botou de lado e comemorou.

    Mas a comemoração azurra teve de ser interrompida. Dois minutos depois o Fortaleza estava novamente na frente. Os visitantes saíram em contra-ataque pelo lado esquerdo e a bola achou Romarinho livre e dentro da área para colocar na rede e recolocar o Leão do Pici em vantagem.

    Minutos depois, o técnico Evando fez nova mudança ofensiva. Saiu o volante Richard Franco e entrou o meia-atacante Luan Pereira. Aos 22, o Avaí chegou bem ao ataque. Julinho desceu bem pelo lado esquerdo e cruzou para Vinícius Araújo. A cabeçada foi na direção do gol, mas Felipe Alves apareceu.

    A última tentativa azurra para tentar mudar o resultado foi a saída de Igor Goularte para a entrada de Bruno Sávio, que não jogava desde a derrota para a Chapecoense, na 15ª rodada. O Avaí não conseguia sequer ter a presença no campo de ataque como nos cinco primeiros minutos. Faltando pouco para o último apito, o Leão da Ilha praticamente esperava o término do jogo.

    Mas ainda deu tempo do Fortaleza aumentar. Matheus Alessandro foi agarrado por Kunde dentro da área do Avaí. A arbitragem, após consulta ao VAR, expulsou o zagueiro pelo lance e confirmou o pênalti. Penalidade máxima clara, que Wellington Paulista bateu e decretou o placar final: 3 a 1.

    Leia mais notícias e opiniões sobre o Avaí no NSC Total.

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas