nsc

publicidade

Clássico 413

Avaí recebe o Figueirense no primeiro clássico do ano

Jogão é nesta quarta-feira, às 21h45min, no Estádio da Ressacada

22/02/2017 - 04h15

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Embalado pelos ótimos resultados, pela invencibilidade e liderança isolada do Campeonato Catarinense, o Avaí recebe o Figueirense na noite desta quarta-feira, às 21h45min, na Ressacada, pelo clássico 413, o primeiro do ano. Enquanto o Leão da Ilha quer vencer para ficar cada vez mais perto do título do turno, o Furacão ainda precisa encaixar o time, encontrar um padrão de jogo para buscar um recomeço no torneio. A motivação maior para essa guinada que o grupo do Estreito precisa estará no banco de reservas. Será nesta noite a estreia de Márcio Goiano em sua terceira temporada à frente do Figueira.

Atualmente, o time do Sul da Ilha está melhor do que o rival. O Avaí manteve a base do elenco que conquistou o acesso à Série A no ano passado, está encaixado e "falando a língua" do técnico Claudinei Oliveira. Diferente do Figueirense, que vive o abalo do rebaixamento à Segunda Divisão, a troca de comando e uma reformulação grande no grupo de jogadores. Mas, o clássico é um campeonato a parte, por isso os treinadores preferem deixar qualquer tipo de número e favoritismo para fora das quatro linhas. Os dois últimos encontros entre Leão e Furacão, no Estadual de 2016, terminaram com uma vitória para cada lado: 1 a 0 na Ressacada e 1 a 0 no Scarpelli, o que destaca bem o equilíbrio entre os rivais.

- Já joguei alguns clássicos na minha carreira como treinador e cada um tem suas nuances e suas diferenças. Vou estudar o adversário, procurar montar bem minha equipe. Me motivo para todos os jogos igual, trabalho igual.O maior apelo deste jogo são os três pontos, isso nos dá uma condição boa, de jogar por mais um ponto em dois jogos para garantir o título do turno. E não vamos deixar para depois - ressaltou o técnico do Avaí.

Márcio Goiano foi apresentado na segunda-feira e teve pouco tempo para treinar e passar sua filosofia de trabalho aos jogadores. Mas o treinador tem experiência em clássicos e forte identificação com a torcida, o que pode pesar para o elenco conquistar um bom resultado e se recuperar na competição.

- Tive muitas felicidades como atleta, o primeiro gol que eu fiz foi contra o Avaí, no Scarpelli, primeiro jogo que comandei foi contra o Avaí e agora, mais uma vez, este encontro. A gente acompanha o momento do Avaí, mas temos que organizar a nossa equipe para fazer um grande jogo. Importante é que o grupo se fortaleça para buscarmos as vitórias nos últimos três jogos - avaliou o comandante do Furacão.

Ficha técnica

Avaí

Kozlinski (Douglas), Leandro Silva, Betão, Alemão, Capa, Ferdinando, Judson, Marquinhos, Diego Jardel (Júnior Dutra), Romulo e Denilson

Técnico: Claudinei Oliveira

Figueirense

Thiago Rodrigues, Dudu, Dirceu (Leandro Almeida), Bruno Alves e Guilherme Morassi (Henrique Trevisan); Josa, Ferrugem e Yago; Anderson Aquino, Elias e Bill

Técnico: Márcio Goiano

Arbitragem: Heber Roberto Lopes, auxiliado por Neuza Ines Back e Clair Dapper

Horário: 21h45min

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis

Enquanto Denilson embala o Avaí, Bill ainda está devendo no Figueirense

Leia outras notícias do Avaí

As informações do Figueirense

Acesse a tabela do Campeonato Catarinense

Deixe seu comentário:

publicidade