nsc

publicidade

Brasileiro

Avaí vence o Boa Esporte e segue no G-4 da Série B

Gols de Getúlio e Luan Peirera garantem o Leão por mais uma rodada entre os quatro primeiros e na forte na luta pelo acesso

05/10/2018 - 19h22 - Atualizada em: 05/10/2018 - 19h32

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

No G-4 pelo equivalente a um turno da Série B do Campeonato Brasileiro. O Avaí venceu o Boa Esporte por 2 a 0 e garantiu presença entre os quatro primeiros pelo total de 19 rodadas da competição. O Leão foi superior pela maior parte do jogo na Ressacada. Nesta sexta-feira, após muita pressão, Getúlio foi autor do gol ainda no primeiro tempo. Na etapa final, os azurras jogaram com um atleta a mais, tiveram um pênalti desperdiçado por Rodrigão e celebraram o o tento no finzinho de Luan Pereira, o Luanzinho, para assegurar o resultado.

Com a quarta colocação mantida, o Avaí tem uma semana até o próximo compromisso. No sábado, às 16h30min, a equipe azurra encara o Guarani no Brinco de Ouro, em Campinas (SP). O Boa Esporte segue a luta para deixar a lanterna no mesmo dia e horário, mas ante o Vila Nova, novamente como visitante.

O jogo

Desorganizado e sem conseguir criar no começo da partida, o Avaí cedeu espaço. Aos 11, Maycon arriscou de fora da área e obrigou Kozlinski a trabalhar. Grande novidade da escalação azurra para a partida, Rodrigão pedia bola e não era atendido. O volante Judson tratou de acabar com o marasmo ofensivo do time da casa. Da intermediária, aos 19, mandou o tijolo que Fabrício se esticou e espantou. O jogo mudou. Só deu Leão. No minuto seguinte, Renato entrou na área com drible da vaca em Jensen, que se escorou no meia e o derrubou. A arbitragem apontou escanteio quando deveria ter indicado pênalti. Na batida, a defesa foi afastar a bola na pequena área e rebateu nas costas do próprio Renato, que se enfiou na frente e quase abriu o placar de forma involuntária.

Aos 27, o Leão passou perto da rede. Getúlio aparou dentro da área, girou e encheu o pé. A bola estourou no travessão, ficou viva e Rodrigão emendou. Foi no rosto do goleiro do Boa e saiu. No minuto seguinte, novamente Fabrício levou a melhor sobre o centroavante da equipe azul e branca. Ele pegou a cabeçada cruzada de Rodrigão. Era blitz e, enfim, saiu o gol. Aos 34 minutos, a cobrança de um lateral prosseguiu com cruzamento que novamente Rodrigão finalizou de cabeça e outra vez parou na trave. Mas sobrou no alto para Getúlio, com o goleiro caído, fazer da testada a última ação antes da comemoração da abertura do placar. Com a vantagem adquirida, o Avaí diminuiu o ritmo e ainda teve uma chance de ampliar antes do fim. Marquinhos bateu falta cheia de efeito e Fabrício deu o tapa para longe.

A volta do intervalo teve um Boa Esporte um pouco mais agressivo. Aos 8, Kozlinski afastou mal ao sair para cortar um cruzamento e quase a bola entrou no bate-rebate.  O Leão saiu de trás e foi o bastante para provocar a expulsão de um jogador adversário. Hélder Maurílio recebeu dois cartões amarelos em um intervalo de dois minutos. Aos 16, o time da casa também tinha a vantagem na quantidade de jogadores em campo. Foi questão de tempo para ter a chance de ampliar. Aos 24, Renato novamente foi derrubado ao entrar na área. Desta vez Marielson Alves Silva marcou a penalidade. Marquinhos tinha sido substituído por Luan Pereira pouco antes. Então Rodrigão foi para a cobrança e telegrafou a batida. Fabrício foi no canto e defendeu.

O Avaí continuou em cima. Aos 29, Capa deu pinta que foi cruzar e mandou efeito que surpreendeu o Boa. O goleiro se recuperou e evitou. Os mineiros não desistiram e aos 36 quase alcançaram o empate na bola parada. Batido o escanteio no primeiro pau, Rafael Jensen desviou rente ao poste esquerdo de Kozlinski, tirando tinta. Na sequência, Jones Carioca entrou na vaga de Getúlio pelo Leão. Foi dele a jogada pela esquerda para rolar para Luan Pereira pegar na bola de frente para a trave, estufar as redes e comemorar na direção de Marquinhos para celebrar seu primeiro gol na Série B. Foi o último ato de mais uma vitória azurra na busca pelo acesso. 

FICHA TÉCNICA - Avaí 2 x 0 Boa Esporte

AVAÍ
Kozlinski; Guga, Airton, Betão e Capa; Judson, Matheus Barbosa, Marquinhos (Luanzinho) e Renato (Pedro Castro); Getúlio (Jones Carioca) e Rodrigão. Técnico: Geninho.
BOA ESPORTE}
Fabrício; Hélder Maurílio, Rodrigão, Rafael Jensen e Jadson; Djavan, PH (Bruno Tubarão), Maycon e Alyson; Wiliam Barbio (Daniel Cruz) e Douglas Baggio. Técnico: Ney da Matta. 

GOLS: Getúlio, aos 34 do primeiro tempo, e Luan Pereira, aos 42 do segundo tempo (A).
CARTÕES AMARELOS: Marquinhos e Matheus Barbosa (A). Alyson, Hélder Maurílio e William Barbio (B).
EXPULSÃO: Hélder Maurílio (B). 

ARBITRAGEM: Marielson Alves Silva, auxiliado por José Carlos Oliveira dos Santos e Marcos Welb Rocha de Amorim (trio da BA).
BORDERÔ: 5.887 torcedores, para uma renda de R$ 109.604,00
LOCAL: Ressacada, em Florianópolis.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro
Leia mais notícias sobre o
Avaí

Deixe seu comentário:

publicidade