Uma aeronave executiva que desapareceu ao sobrevoar um lado nos Estados Unidos em 27 de janeiro de 1971 foi encontrado em maio deste ano, a 60 metros de profundidade. As informações são do g1.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total no Google Notícias

O avião saiu do aeroporto de Burlington, em Rhode Island, nos Estados Unidos, e desapareceu durante o trajeto. O piloto, que mantinha comunicação com a torre de comando por rádio, perdeu contato ao sobrevoar o Lago Champlain, no estado de Vermont.

O avião era um Jet Commander, tinha dez lugares e levava dois tripulantes e três passageiros, funcionários de uma empreiteira que desenvolvia um projeto na cidade de onde saíram.

As buscas iniciais não tiveram resultados. Não havia vestígios do avião no lago do estado de Vermont, onde provavelmente havia acontecido a queda.

Continua depois da publicidade

Após a primeira busca, a água do lago congelou, o que impossibilitou outras operações.

Naquele ano, durante a primavera, o gelo derreteu e somente algumas partes do avião foram encontradas, mesmo depois de uma busca no fundo do lago.

Aconteceram ao menos 17 expedições que buscavam localizar os restos da aeronave. Uma delas ocorreu em 2014, depois do desaparecimento de um voo da Malaysia Airlines. Esperava-se que, com as novas tecnologias, fosse possível encontrar o avião executivo.

Mas foi somente em maio deste ano, com ajuda de um veículo operado remotamente, que uma equipe descobriu o avião em uma profundidade de 60 metros.

Com as evidências encontradas, Garry Kozak, que liderou as buscas, afirmou que tem 99% de certeza de que esse é o avião que desapareceu em 1971.

Continua depois da publicidade

Kozak também afirmou ter estudado o relatório de uma pesquisa feita com sonar no local, que foi realizada pelo Museu Marítimo e pelo Middlebury College. Nela, foram encontradas quatro anomalias no fundo do lago.

No ano de 2022, o pesquisador se juntou a dois colegas para realizar as buscas. Um deles é dono de uma empresa que realiza varreduras com sonar, e o outro possuía o veículo subaquático operado remotamente.

A equipe encontrou ainda outro avião no mesmo lago, uma aeronave militar, antes de encontrar o Jet Commander.

No inverno mais recente no Hemisfério Norte, Kozak realizou outra varredura de sonar, e encontrou os destroços que provavelmente pertencem ao avião desaparecido em 1971.

Continua depois da publicidade

O Conselho Nacional de Segurança em Transportes dos Estados Unidos está investigando para verificar se é mesmo o avião.

*Sob supervisão de Jean Laurindo

Leia mais

Papa Francisco volta a insultar homossexuais em reunião com padres, diz imprensa italiana

Moradores são forçados a abandonar ilha no Caribe por elevação do nível do mar

Destaques do NSC Total