nsc
an

Dança

Bailarinos do Teatro Bolshoi de Moscou passam férias em Joinville

Os brasileiros Bruna Gaglianone e Erick Swolkin descansam da temporada enquanto visitam amigos e parentes

29/08/2016 - 10h30 - Atualizada em: 29/08/2016 - 11h01

Compartilhe

Por Redação NSC
Formados pelo Bolshoi Brasil, eles foram contratados pela tradicional companhia russa em 2011
Formados pelo Bolshoi Brasil, eles foram contratados pela tradicional companhia russa em 2011
(Foto: )

Os bailarinos do Ballet Bolshoi de Moscou, Bruna Gaglianone e Erick Swolkin, ambos formados pela Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, estão em Joinville durante período de férias, após uma longa temporada de apresentações com a companhia russa, do qual fazem parte desde setembro de 2011.

Atualmente, Erick e Bruna estão entre os quatro brasileiros que integram o quadro do Teatro Bolshoi - a mineira Mariana Gomes, também formada pela filial da Escola Bolshoi de Joinville, é um deles - e ambos estão ganhando espaço a cada nova temporada, conquistando papéis importantes e participando de turnês, como a última realizada em Londres.

- Um tempo atrás, um grande amigo me perguntou se um dia eu poderia chegar a ser primeira bailarina ou dançar um papel principal no Teatro Bolshoi. Lembro que, na época, respondi que era quase impossível porque, além do teatro ter várias bailarinas excelentes, eu não era russa. Não que essa quase certeza me fizesse desistir do meu sonho de um dia ter aquele teatro inteiro olhando só pra mim, me aplaudindo! - recorda Bruna.

Ela agora já pode assinalar como cumprida essa meta. Em maio deste ano, Bruna dançou Fadas, um dos papéis principais do Ballet A Bela Adormecida; e, em junho, dançou o Pas de Deux Paysant do primeiro ato de Giselle. Em julho, realizou um sonho: foi a bailarina principal de Esmeralda do Ballet Jóias, de Balanchine. Um feito inédito para uma bailarina brasileira que dançou como solista em um dos palcos mais consagrados do mundo. Natural do Maranhão, Bruna mudou para Joinville para estudar no Bolshoi.

O bailarino Erick Swolkin, 25 anos, nasceu na grande São Paulo e, ainda menino mudou-se com seus pais para a Cidade da Dança. Na época, nunca passaria pela cabeça de Erick ser um grande bailarino clássico: seu sonho era ser astro de futebol.

O balé foi algo que só entrou em sua vida quando participou das etapas de motivação e seleção do Bolshoi Brasil na escola agrícola do bairro Rio Bonito, onde estudava na época.

Colunistas