publicidade

Polícia
Navegue por

TIROTEIO EM BLUMENAU

Bandidos usaram arma de ataque antiaéreo em assalto no Aeroporto de Blumenau

Confirmação foi feita pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) no início da tarde desta sexta-feira

15/03/2019 - 13h49 - Atualizada em: 15/03/2019 - 13h50

Compartilhe

Redação
Por Redação Santa
(Foto: )

Além da suspeita de que os bandidos que assaltaram carros-fortes no Aeroporto Regional de Blumenau tenham usado fuzis AK-47, a polícia teve a confirmação de que uma das armas usadas durante o crime é de ataque antiaéreo. A informação foi repassada por Anselmo Cruz, delegado de roubos e antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic).

A investigação, que começou na quinta-feira logo após a ação dos criminosos, identificou que o calibre de uma das armas é .50, de uso restrito das Forças Armadas e usada exclusivamente em operações de guerra. Nem mesmo policiais têm acesso a esse tipo de armamento.

O delegado Anselmo Cruz disse ao Santa que as investigações agora estão em fase de coleta de dados, de vestígios, para acumular o maior número possível de informações sobre o crime. Soldados da Polícia Militar, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do Choque estão embrenhados na mata à procura dos bandidos, que abandonaram os veículos usados no assalto às margens da Rua Erich Mayer, no distrito da Vila Itoupava.

O assalto ocorreu na tarde desta quinta-feira no Aeroporto Regional de Blumenau, conhecido como Quero-Quero. Os bandidos chegaram em dois carros de luxo por um dos hangares laterais e iniciaram um tiroteio com os seguranças armados de uma empresa de transporte de valores. Uma mulher, Edivânia de Oliveira, morreu atingida por uma bala perdida. Outras duas pessoas ficaram feridas.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação