Desde o domingo (4), a Prefeitura de Florianópolis liberou os primeiros 610 metros da praia de Jurerê, que estão sendo ampliados pelas obras do engordamento. Dessa forma, o objetivo da prefeitura é liberar para os  banhistas, ainda neste carnaval, a área que vai do beach club Donna ao costão de Jurerê Internacional.  A previsão é chegar ao primeiro quilômetro revitalizado no próximo sábado de carnaval.

Continua depois da publicidade

O trabalho está sendo realizado com rapidez. Para se ter uma ideia, a draga holandesa Lesse iniciou os trabalhos na sexta-feira (26 de janeiro) e os serviços no primeiro trecho foram concluídos na sexta-feira (2 de fevereiro). As obras estão sendo conduzidas pela Secretaria dos Transportes e Infraestrutura.

Próximos passos 

Agora, o alargamento avançou por mais 300 metros, do Donna à passagem das Violas. Assim como ocorreu no primeiro trecho, a área foi interditada provisoriamente até que as obras sejam executadas e o Corpo de Bombeiros libere o espaço. A princípio, assim será a cada dois a três dias – é necessário parar temporariamente as operações sempre que aparecem golfinhos na região – até a finalização total dos trabalhos. 

Essa estratégia de fazer o engordamento por trechos busca conciliar o andamento das obras com a procura pela praia pelos banhistas durante a alta temporada e garantir a segurança da população. Neste sentido, a administração municipal reforça a importância de dar atenção à sinalização local. 

A possibilidade de liberar os trechos em curto prazo tem a ver com o fato da dragagem de areia de jazida submarina de até 2,5 metros de profundidade localizada a 1.350 metros de distância da orla poder acontecer 24 horas por dia. Ao todo, deve ser dragado um volume de 491,22 mil metros cúbicos de areia com a mesma coloração e granulatura (dimensão) da que perfaz a praia.

Continua depois da publicidade

Obra em Jurerê

O alargamento da praia de Jurerê será o maior já feito na cidade. É que o aumento da faixa de areia vai abranger os seus 3,38 km – tanto a parte internacional quanto a tradicional. Com isso, a Prefeitura de Florianópolis busca tanto recuperar a orla da praia quanto conter a erosão marinha. 

A expectativa é a de que, com as obras, a faixa de areia chegue a 40 metros e se estabilize em 30 metros, após a conformação natural pela maré. Apenas um pequeno trecho de cerca de 50 metros próximo ao costão que faz divisa com Canajurê não será alargado por conta do Rio das Ostras.

As obras contam com as devidas licenças ambientais provisória e de instalação do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) e autorizações da Secretaria de Patrimônio da União (SPU) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Elas representam um investimento de R$ 24,79 milhões, sendo que metade desse valor será pago pelo governo do Estado.

Serviço de dragagem

A dragagem corresponde à escavação de areia do fundo do mar com o auxílio de um tipo especial de embarcação, no caso, a draga autotransportadora de arrasto (tipo Hopper) holandesa Lesse. A embarcação é resistente às intempéries, o que significa dizer que atua mesmo em dias de chuva. 

Continua depois da publicidade

Outros alargamentos realizados na cidade

A praia de Canasvieiras foi a primeira a ser alargada, obra que foi inaugurada em janeiro de 2020. Ela teve a faixa de areia aumentada nos 2,34 km entre Canajurê e o trapiche, com um volume de cerca de 400 mil metros cúbicos de areia. Depois disso, foi feito o engordamento da praia dos Ingleses, beneficiando os 2,87 km entre o Canto Sul, onde ficam as dunas, até 500 metros antes da Foz do Rio Capivari. Na obra, entregue em março deste ano, o volume dragado foi de aproximadamente 500 mil metros cúbicos.

Fique por dentro das ações realizadas na cidade acessando o canal Florianópolis, uma cidade para todos.

Saiba mais sobre o Estúdio NSC Branded Content e acompanhe as novidades do Negócios SC.

Leia também

Parque da Luz é parada obrigatória para visitantes e moradores da Capital

Florianópolis é líder no sul do país quando o assunto é cidade inteligente e conectada

Mais da metade dos espaços públicos de Florianópolis receberam melhorias no último ano