A cinco dias de estrear o Big Brother Brasil 17, agora comandado por Tiago Leifert em vez de Pedro Bial, a Globo começou a divulgar quem são os participantes. E tem gaúcho na disputa. Uma delas é a aposentada Ieda, 70 anos, de Canoas, que diz sempre ter gostado de assistir ao programa.

Continua depois da publicidade

Para ela, participar do BBB 17 será uma etapa de autoconhecimento e teste dos seus próprios limites. Mãe de quatro filhos, a gaúcha pretende ajudar a família, caso conquiste o prêmio final.

Para que isso aconteça, Ieda planeja “jogar limpo e ser transparente, mas com os olhos bem abertos, atenta a tudo que possa acontecer”. Conviver com pessoas tão diferentes não será um problema: “A diferença está naquilo que você quer ver”, diz.

Leia mais:

Continua depois da publicidade

Com Tiago Leifert, “BBB” vai estrear pela primeira vez em uma segunda-feira

QUIZ: você sabe de qual edição do “BBB” participaram estes brothers?

Tiago Leifert substitui Pedro Bial no BBB e movimenta o público na internet

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Quem também representa o Rio Grande do Sul na disputa pelo prêmio é o cirurgião plástico Marcos, de Porto Alegre, 37 anos, que garante não ter estratégia para levar o prêmio. “Só vivendo lá para saber”, afirma.

Mas o dinheiro já tem destino certo: ele deseja investir na profissão. Para a convivência dentro da casa, Marcos avisa que é prestativo, mas também, impulsivo, impaciente e competitivo. “Só com muito diálogo, parceria e empatia”.

Ele ainda alerta que está aberto a novos relacionamentos na casa. “Se aparecer alguém que me desperte vontade, me envolveria sim”, avisa ele.

Continua depois da publicidade

Saiba quem são os outros confinados abaixo:

Vivian, 23 anos

Amazonas – advogada

(Foto: TV Globo / Divulgação)

A amazonense Vivian, de 23 anos, gosta de ter boas histórias para contar e promete aproveitar 100% a experiência do BBB 17 para sair de lá com um bocado delas. A jovem, que foi Miss Amazonas 2012 e é advogada, deseja se integrar bem com todos da casa.

Apesar disso, se engana quem pensa que Vivian vai ficar em cima do muro e poupar estratégia. Para levar o prêmio de R$ 1,5 milhão, ela conta que está disposta a jogar “de verdade”, sozinha ou em grupo. Mas garante que seu jogo será “limpo”.

Rômulo, 39 anos

Distrito Federal – diplomata

Rômulo, 39 anos, é diplomata e se define como uma pessoa paciente e também “transparente”. Mas, diante de uma situação de preconceito ou intolerância, o goiano não garante diplomacia: “Sempre reajo, seja comigo ou com outras pessoas”.

Continua depois da publicidade

Para ele, a motivação maior para entrar no programa é testar seus limites. Ele garante que vai lutar pelo prêmio de R$ 1,5 milhão mas só até “o ponto que sua dignidade e seus valores permitirem”.

Leia outras notícias de entretenimento e cultura em ZH

Roberta, 21 anos

Minas Gerais – estudante de serviço social

(Foto: TV Globo / Divulgação)

Blogueira e micro-empresária, a mineira Roberta, de Caxambu, mora em São Paulo, tem 21 anos e acredita que o BBB 17 vai mudar sua vida. Mas não se trata apenas do prêmio de R$ 1,5 milhão: “Com o Big Brother, poderei ter representatividade, investir na minha carreira e fazer tudo o que minha mãe quiser”, afirma a estudante de Serviço Social que também trabalha em um salão de beleza.

Alegre e engraçada, ela acredita nas “amizades verdadeiras” dentro da casa, mas não quer se apaixonar. “Estou pedindo a Deus para que isso não aconteça”, garante. Roberta sabe que a disputa não será fácil e diz que está disposta a ir até o limite na competição.

Continua depois da publicidade

Pedro, 29 anos

São Paulo — jornalista

(Foto: TV Globo / Divulgação)

Gamer assumido, Pedro é da capital paulista e tem 29 anos. Além dos games, o paulistano ainda trabalha como jornalista e apresentador. O que o fez querer entrar para o BBB 17? “É o maior experimento social que já vi e uma história incrível para contar”, explica. Na disputa, Pedro aposta na tranquilidade e na experiência em videogames para vencer as provas.

“Eu tenho vasto conhecimento de jogos e dinâmicas e sei usar esses anos de prática em boas estratégias”, garante. Caso vença, Pedro conta que o prêmio já tem um destino: “Tenho um milhão e meio de projetos pessoais que isso me ajudaria a alavancar, principalmente centros variados de entretenimento e arte brasileira contemporânea”.

Mayara, 26 anos

Minas Gerais — bacharel em direito

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Mayara, 26 anos, já está acostumada a morar sozinha, e dividir a casa com tantos brothers não será tarefa fácil para a mineira de Lagoa Santa. Por outro lado, se relacionar com pessoas tão diferentes será a parte mais fácil. “Você sempre acaba encontrando algo em comum, alguma afinidade”, garante.

Continua depois da publicidade

Modelo e bacharel em direito, ela acredita que seu condicionamento físico irá ajudar nas provas. “Minha resistência é muito boa, terei facilidade”. Ela garante que adora ser desafiada e isso a motivou a entrar no BBB.

Sobre relacionamentos dentro da casa, ela está completamente aberta: “O que tiver que rolar, vai rolar”.

Marinalva, 39 anos

Paraná — paratleta

(Foto: Divulgação / TV Globo)

A paranaense saiu de Santa Isabel do Ivaí para a casa do BBB 17 com um objetivo: “Passar a mensagem de que uma pessoa com deficiência é protagonista de sua própria história”. Marinalva trabalha como modelo e palestrante. Ela é mãe de três filhos e avisa que já tem compromisso: !Não me envolveria com ninguém dentro da casa. Já estou apaixonada”, afirma a paratleta que usa o colar que foi presente do namorado como amuleto.

Continua depois da publicidade

Para conquistar o prêmio, Marinalva pretende seguir a intuição e ter equilíbrio: “Não faço com os outros o que não gostaria que fizessem comigo”.

Luiz Felipe, 28 anos

Alagoas — comerciante

(Foto: Divulgação / TV Globo)

O alagoano Luiz Felipe, 28 anos, prefere não contar com a sorte. Ele acredita que determinação será o seu trunfo dentro da casa.

Modelo e empresário, ele acredita que o BBB poderá impulsionar sua carreira, mas ainda não fez grandes planos, caso ganhe o prêmio. “A primeira coisa seria comprar minha casa, pagar as contas e só depois verei qual será o outro passo”.

Continua depois da publicidade

Sobre romances, Luiz Felipe alerta que está disposto a se relacionar com alguém no jogo. “Se apaixonar é um sentimento que não escolhemos”. Sobre a convivência com pessoas tão diferentes, o comerciante avisa: “Entender as diferenças e aceitá-las é o melhor caminho”.

Ilmar, 38 anos

Mato Grosso do Sul — advogado e cozinheiro

(Foto: Divulgação / TV Globo)

O advogado autônomo Ilmar Renato, 38 anos, milita a favor dos Direitos Humanos. O indigenista diz acreditar nas relações afetivas, “desde que sejam verdadeiras”. Ilmar se define como “democrático, conciliador, interativo, expansionista e comunicativo”, e aposta no talento culinário para se integrar com os brothers.

Quando o assunto é relacionamento dentro da casa, cita uma frase do poeta português Fernando Pessoa: “Tudo vale a pena se a alma não é pequena”, mas ressalta que este não é seu principal foco.

Continua depois da publicidade

O paulista de Santo Anastácio mora no Mato Grosso do Sul, tem várias tatuagens e diz que, se ganhar o prêmio, quer investir em sua formação profissional e na educação do filho adolescente.

Gabriela, 27 anos

Bahia — bailarina

(Foto: Divulgação / TV Globo)

A bailarina e instrutora de Pilates Gabriela, 27 anos, veio de Salvador (BA) com um objetivo: ¿Reconhecimento¿. Mas, se conquistar o prêmio de R$1,5 milhão, ela já sabe o que fará com o dinheiro. “Vou comprar uma terra para a minha mãe e uma casa para a minha família. Também quero viajar”, conta.

Gabriela não pretende se envolver amorosamente com ninguém no jogo. “Sou bem seletiva e chata pra isso, mas se houver um encontro na casa, não vou me fechar”, explica. Sobre as amizades no confinamento, ela acha “complicado, mas não impossível”, pondera.

Continua depois da publicidade

Elis Nair, 40 anos

Distrito Federal — comerciante

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Elis Nair, 40 anos, não enrola na hora de dizer o motivo que a levou a participar do BBB: “Quero ficar famosa”. Mãe de três filhos, casada, Elis não acredita em amizades verdadeiras. “É um jogo valendo um prêmio milionário. Todos são adversários”, explica a comerciante que mora em Taguatinga (DF), mas nasceu em Nova Crixás, Goiás.

A maior aliada de Elis para garantir a boa convivência com os brothers será a gula deles. “Além do meu jeito alegre e espontâneo, eu sei cozinhar muito bem”.

Daniel, 41 anos

São Paulo —agente de trânsito

(Foto: Divulgação / TV Globo)

Ele vem de Ferraz de Vasconcelos (SP) e não vai medir esforços para conquistar o prêmio: “Vou até o ponto que for necessário”. O agente de trânsito tem uma filha e vê no BBB 17 a chance de mudar de vida.

Continua depois da publicidade

O paulista até já sabe o que fazer com o prêmio, caso vença. “Quero multiplicar o valor o máximo que puder para ajudar minha filha e minha mãe”, afirma. No seu dia a dia, Daniel está acostumado às tarefas domésticas, como limpar a casa, lavar roupa e cozinhar — o que pode se tornar uma vantagem na convivência com os brothers durante o confinamento.

Sobre relacionamentos, Daniel afirma que é possível se apaixonar dentro da casa: “A carência pode deixar as pessoas suscetíveis a se envolverem”.

Leia mais notícias

Destaques do NSC Total