A equipe masculina de futsal de Blumenau se despediu da Liga Nacional neste sábado. Em um jogo marcado pelo equilíbrio e também pelo nervosismo, os blumenuaenses foram superados pelo tradicional time da Copagril-PR por 4 a 2, na prorrogação, no Ginásio de Esportes Ney Braga, em Marechal Cândido Rondon (PR), na partida de volta das oitavas de final. No jogo de ida, em Blumenau, as duas equipes haviam empatado em 3 a 3, no Ginásio do Sesi, no último dia 13.

Continua depois da publicidade

Blumenau chegou a liderar o placar por 2 a 0 a poucos minutos do fim do jogo, com gols de Lucas Rozenski e Rafinha, mas viu o adversário reagir e chegar à igualdade a poucos segundos do término da partida, com Bruno Petry e Biel. Assim, a decisão da vaga foi para a prorrogação, onde os donos da casa tinham a vantagem de jogar pelo empate, por terem feito a melhor campanha na fase de classificação.

O time blumenauense precisou se expor para vencer no tempo extra e avançar de fase, mas acabaram superados. A equipe paranaense aproveitou as falhas cometidas por Blumenau para marcar com Suelton e Eduardo Jabá e liquidar a fatura na prorrogação.

O adversário da Copagril-PR na próxima fase da competição sai do confronto entre Carlos Barbosa (RS) e Tubarão, que se enfrentam neste domingo, às 10h30min, no interior gaúcho. No jogo de ida, em Tubarão, a equipe do Rio Grande do Sul venceu por 6 a 4.

O jogo

Continua depois da publicidade

A primeira etapa da partida começou bem equilibrada, com os dois times se estudando e procurando se expor muito pouco. O time da casa ensaiou uma pressão, mas logo viu os blumenauenses contra-atacarem. Os dois goleiros trabalharam bastante. Ivan, do Blumenau, foi um dos destaques. Além de parar as investidas da equipe do Paraná, também pintou por diversas vezes na quadra de ataque, ajudando a construir jogadas ofensivas.

O único gol da etapa inicial saiu aos 12 minutos jogados. O pivô Lucas Rozenski recebeu a bola na entrada da área após um cobrança de lateral, girou sobre a bola e chutou colocado por baixo do goleiro Rennan para abrir o placar.

A partida foi nervosa, com os dois times abusando das faltas. Os donos da casa cometerem quatro infrações, enquanto o time de Blumenau chegou ao limite de cinco faltas.

No segundo tempo, por estar em desvantagem no placar, o time da casa passou a se expor mais e ceder espaços para a equipe de Blumenau, que criou oportunidades de ampliar o placar. Em duas delas, nos cinco minutos jogadas da segunda etapa, Ceará viu o chute dele parar em cima da linha, interceptado por Biel, e em outra Lucas Rozenski chutou forte em cima do goleiro Rennan, que evitou o gol.

Continua depois da publicidade

Do outro lado, Ivan usou toda a experiência de quem tem 45 anos e é considerado um ícone do futsal brasileiro para barrar as ofensivas da equipe paranaense. Com pouco mais de sete minutos para o fim, a equipe de Blumenau precisou mostrar poder de superação. Após reclamar da arbitragem em uma cobrança de lateral, Libânio recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Por conta disso, a equipe blumenauense precisou atuar por dois minutos com um atleta a menos.

Passado esse período em que atuou com atleta a mais e não conseguiu marcar, o técnico do time paranaense adotou o uso do goleiro-linha. A equipe de Blumenau aproveitou o momento para ampliar o placar. Com três minutos para o término da partida, Rafinha colocou 2 a 0 no placar. Os paranaenses não se deram por vencido e foram em busca do empate. A dois minutos para o fim do jogo, Bruno Petry diminuiu. E um minuto depois, Biel deixou tudo igual: 2 a 2. Com isso, a partida foi para a prorrogação.

No tempo extra, o time da casa saiu na frente. Após boa trama ofensiva, Suelton chutou colocado para fazer 3 a 2, com dois minutos jogados. O time de Blumenau parece ter sentido o gol. Pica-Pau reclamou de uma marcação da arbitragem e foi advertido com cartão amarelo, como ele já sofrido a sanção no tempo normal, foi expulso. Dessa forma, Blumenau ficou com um atleta a menos. O time da casa aproveitou a oportunidade para ampliar, com Eduardo Jabá: 4 a 2.

::: Confira mais notícias sobre futsal

::: Leia mais notícias sobre esportes

Destaques do NSC Total