publicidade

Cotidiano
Navegue por

Obituário

Blumenau se despede do jornalista Célio Kienolt, conhecido como Pirikito

Formado em jornalismo, ele trabalhou na área comercial em quase toda sua vida profissional, inclusive no Santa na década de 1980

09/02/2019 - 15h39 - Atualizada em: 09/02/2019 - 15h42

Compartilhe

Redação
Por Redação Santa
(Foto: )

O blumenauense Célio Kienolt conhecido como Pirikito, 66 anos, morreu na madrugada deste sábado, em Blumenau. Ele faleceu em decorrência de um tumor no estômago diagnosticado há dois meses.

Célio foi criado no bairro Velha e lá começou sua paixão pelo futebol. Ele era torcedor do Vasto Verde, que junto com o Amazonas, Olímpico, Palmeiras e Guarani, disputavam competições regionais que eram promovidas e organizadas pela Liga Blumenauense de Futebol.

Pirikito era formado em jornalismo, mas trabalhou grande parte da sua vida na área comercial. Atuou no Santa na década de 1980 e saiu para montar uma agência de comunicação. Passou também pelo Blumenau e Vale Europeu Convention & Visitor Bureau e pela Rádio Guararema (agora Massa FM), onde trabalhava há 14 anos como vendedor autônomo.

O amigo Eumar da Silva trabalhou com Célio no Santa e diz que foi um dos profissionais mais queridos que já conheceu. Ele tinha um trânsito muito grande na redação, se dava bem com todo mundo e era um colega super participativo.

– Com ele sempre havia um bom papo, tanto no jornal quantos nas esquinas da cidade. Mais tarde o reencontrei na faculdade de jornalismo do IBES. Lá também era querido pela turma. Tive o prazer de tê-lo como aluno e depois acompanhá-lo no Trabalho de Conclusão de Curso até sua formatura – lembra Eumar.

O apelido Pirikito veio de uma brincadeira. Ele dizia que os soldados do exército que vestiam verde e tinham um topete, pareciam a um periquito. Os amigos começaram a o chamar de Pirikito, pois ele também tinha um topete.

Célio atuou em vários projetos ligados ao turismo, como na Oktoberfest e na criação do Stammtisch em 2000. Para o amigo Eumar, é impossível ficar indiferente a esta perda, todos as pessoas com quem ele trabalhou estão consternadas.

O corpo de Célio Kienolt está sendo velado desde a madrugada deste sábado na capela C do Cemitério São José, no Centro de Blumenau. O sepultamento deve ocorrer por volta das 16h.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação