nsc

publicidade

Reconhecimento

Boi de Mamão é declarado patrimônio imaterial e intangível de Florianópolis

Registro no livro de Formas de Expressão aconteceu na tarde desta quinta-feira (22), no gabinete do prefeito, e tem o objetivo de estimular políticas públicas para a prática

22/08/2019 - 19h08 - Atualizada em: 22/08/2019 - 19h22

Compartilhe

Por Priscila Araújo
Prefeito assina reconhecimento do Boi de mamão como patrimônio imaterial da Capital
(Foto: )

Uma das culturas mais tradicionais e queridas do Litoral catarinense, o Boi de Mamão agora é patrimônio imaterial e intangível de Florianópolis. A declaração foi assinada na tarde desta quinta-feira (22) no livro de Formas de Expressão, no gabinete do prefeito Gean Loureiro (sem partido).

O ato aconteceu no Dia do Folclore, celebrado em 22 de agosto e criado pelo Congresso Nacional em 1965. A proposta de tornar a atividade legado na Capital foi feita por Claudio Agenor de Andrade, coordenador do Conselho dos Grupos de Bois de Mamão de Florianópolis.

Segundo ele, esse registro é um fato histórico e foi solicitado pensando em desenvolver políticas públicas junto ao município. Pois desta forma, essa manifestação cultural não dependerá somente das pessoas envolvidas nos grupos para que o Boi de Mamão sobreviva.

— A partir de agora a prefeitura tem a obrigação e o dever de zelar por esse patrimônio, que passa a ser de responsabilidade também dela — diz.

Conforme o coordenador, a expectativa é que, com a assinatura, seja possível realizar projetos específicos para fomentar a expressão cultural e dar melhores condições para quem faz parte dos 11 grupos da Capital.

— Quem está como dirigente sabe das dificuldades com transporte, pessoas interessadas, com os músicos que são tocadores de Boi e hoje são uma raridade na Ilha. Acredito que vá acontecer um fomento voltado para essa questão, para que a gente possa reavivar essa manifestação, que é tão rica — completa Andrade.

O reconhecimento pela prefeitura também foi recebido com satisfação pela Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC).

— O registro no livro de Formas de Expressão representa a salvaguarda desse patrimônio cultural e imaterial. Também significa uma política pública instituída, aonde qualquer governo que venha assumir não poderá tirar esse direito — afirma Roseli Pereira, superintendente da FCFFC.

Comemoração do Dia do Folclore

Grupos se apresentaram no Centro da cidade antes do registro no gabinete do prefeito
(Foto: )

Às 12h30min desta quinta-feira (22), no Centro de Florianópolis, aconteceu um evento para celebrar o Dia do Folclore. Antes da assinatura no livro de Formas de Expressão, que reconheceu a prática do Boi de Mamão como patrimônio imaterial e intangível da Ilha de Santa Catarina, os grupos se apresentaram para o público.

Deixe seu comentário:

publicidade