nsc
dc

Cultura

Bolshoi recebe o coreógrafo russo Vladimir Vasiliev em Joinville

Vasiliev assina a nova versão coreográfica, as telas do cenário e produção do balé 'O Quebra-Nozes', que estreia no dia 26 de novembro, no Centreventos Cau Hansen

17/11/2014 - 15h57 - Atualizada em: 18/11/2014 - 07h55

Compartilhe

Por Redação NSC
O coreógrafo russo Vladimir Vasiliev chega à Escola do Teatro Bolshoi no Brasil
O coreógrafo russo Vladimir Vasiliev chega à Escola do Teatro Bolshoi no Brasil
(Foto: )

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil recebeu hoje, 17 de novembro, o coreógrafo russo, Vladimir Vasiliev. O mestre assina a nova versão coreográfica, as telas do cenário e produção do balé 'O Quebra-Nozes', que estreia no dia 26 de novembro, no Centreventos Cau Hansen, em Joinville. Vasiliev chegou ao Brasil para preparar os últimos detalhes da obra e prestigiar os alunos da Escola Bolshoi.

Vladimir Vasiliev foi recebido por alunos e funcionários que o aguardavam na entrada da Escola Bolshoi. Ao ver todos envolvidos com a sua chegada, fez reverência e se emocionou, em seguida disse algumas palavras:

- Quando entro na Escola Bolshoi fico muito feliz com essa recepção calorosa. Esses aplausos serão em dobro a vocês quando entrarem no palco.

:: Espetáculo de balé O Quebra Nozes tem últimos ingressos à venda em Joinville

O balé 'O Quebra-Nozes', tradicionalmente encenado na época natalina, resgata em muitas pessoas o espírito sonhador e aventureiro de uma eterna criança. Pela primeira vez a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil apresenta a obra completa desta história repleta de personagens fascinantes, que ganham vida por meio da linguagem do balé clássico.

O cenário desenhado por Vasiliev ganha vida com a projeção mapeada, feito pelo artista joinvilense, VJ Vigas, e assim, completa a temática, fazendo com que as imagens entrem em sintonia com a música e a coreografia.

Cerca de 80 bailarinos, professores e alunos da instituição participam da grande estreia. A obra tem duração de 1h40, o balé é dividido em dois atos.

Colunistas