nsc

Prevenção

Bombeiro dá dicas de como evitar acidentes com gás de cozinha

Em maio, uma mulher morreu numa explosão num prédio em Jurerê

17/06/2021 - 12h09 - Atualizada em: 18/06/2021 - 07h53

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
Perícia apontou que mangueira do gás estava vencida
Perícia apontou que mangueira do gás da casa da vitima estava vencida
(Foto: )

Após a divulgação do laudo da perícia sobre a explosão num prédio de Jurerê, no norte da Ilha, em Florianópolis, em que uma mulher morreu no dia 25 de maio, o Corpo Bombeiros reforça a importância do controle da validade dos equipamentos.

Segundo a corporação, a instalação do edifício era irregular e a mangueira que conectava o fogão do apartamento estava vencida desde 2011. Em entrevista ao Notícia na Manhã desta quinta-feira (17), o sargento Douglas Coelho, do 10º Batalhão de Bombeiros Militar, com sede em São José, deu dicas para evitar acidentes semelhantes.

- A mangueira para uso doméstico do GLP tem validade que vem marcada no próprio equipamento, é exclusiva para uso doméstico. Ela traz a data de fabricação, data de validade, a pressão adequada de uso, traz a NBR que é utilizada para a produção do equipamento - alertou Coelho.

Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

Ainda segundo o sargento, no caso dos residenciais multifamiliares, tudo que está dentro do imóvel é responsabilidade do morador.

- Subentende-se que o síndico peça para as que as pessoas façam esse controle. Numa situação de locação, o proprietário do imóvel pode fazer este controle. No caso de aluguel, a própria pessoa que aluga pode verificar se está dentro do prazo de validade, em condições de uso - destacou.

Explosão em Jurerê foi causada em fogão com mangueira vencida, diz perícia dos bombeiros

Ouça:

O sargento dos bombeiros destacou ainda outros cuidados no caso de suspeita de vazamento de gás em casa.

- Se uma pessoa chegar em casa e perceber o cheiro de gás, se as luzes estiverem apagadas, o ideal é que não acenda. Se as luzes estiverem acesas, o ideal é que não se apague. Se for possível, abra ventilação pelo lado de fora da edificação e acione os bombeiros, pois há um risco grande de explosão - afirmou Douglas Coelho.

Leia também:

Fotos: veja a destruição da casa atingida por explosão em Jurerê, em Florianópolis

Crea cobra lei de manutenção predial para evitar tragédias em SC

Porco que caiu de caminhão e passou por recuperação em Florianópolis ganha novo lar

SC prorroga decreto de combate à pandemia até 30 de junho

Colunistas