nsc
    dc

    Kazan

    Brasil escalado sem surpresas para enfrentar Bélgica, que fortalece meio

    06/07/2018 - 10h07 - Atualizada em: 06/07/2018 - 10h30

    Compartilhe

    Por AFP

    Como anunciado pelo técnico Tite na véspera da partida, Marcelo voltará à lateral-esquerda da seleção brasileira para enfrentar a Bélgica, nesta sexta-feira pelas semifinais da Copa do Mundo da Rússia, enquanto o adversário optou por fortalecer o meio de campo para lidar com Neymar e companhia.

    Marcelo, que vem se recuperando de um espasmo nas costas e ficou no banco de reservas na vitória sobre o México (2-0) pelas quartas de final, recupera assim a titularidade da equipe, após duas partidas em que Filipe Luís deu conta do recado.

    No meio de campo, a outra alteração já esperada e confirmada no Brasil foi a entrada de Fernandinho no lugar de Casemiro, suspenso por acúmulo de cartões.

    No ataque, Neymar terá a ajuda dos companheiros de sempre, Willian, Coutinho e Gabriel Jesus.

    Já o técnico da Bélgica, o espanhol Roberto Martínez, manteve sua caraterística zaga de três, com Alderweireld, Kompany e Vertonghen, mas optou pela cautela no meio de campo diante do talentoso ataque brasileiro.

    O treinador sacou da equipe o atacante Dries Mertens e o meia ofensivo Carrasco, colocando Fellaini e Chadli, dois volantes de contenção.

    Com essa formação, De Bruyne terá menos obrigações de marcação e jogará mais adiantado para servir os atacantes Eden Hazard e Romelu Lukaku.

    Escalações de Brasil e Bélgica:

    Brasil: Alisson, Fagner, Thiago Silva, Miranda (C), Marcelo; Fernandinho, Paulinho; Willian, Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

    Técnico: Tite (BRA)

    Bélgica: Courtois; Alderweireld, Kompany, Vertonghen; Meunier, Fellaini, Witsel, Chadli; De Bruyne, Hazard; Lukaku.

    Técnico: Roberto Martínez (ESP)

    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas