nsc
    santa

    Política 

    Bruno Cunha desembarca do governo Mário Hildebrandt e aponta desentendimentos 

    Segundo o vereador, projeto do FGTS dos professores ACTs e eleição da mesa da Câmara foram os motivos 

    22/01/2019 - 19h03 - Atualizada em: 22/01/2019 - 21h42

    Compartilhe

    Talita
    Por Talita Catie
    (Foto: )

    O vereador Bruno Cunha (PSB), único eleito pelo partido do prefeito Mário Hildebrandt para a Câmara, anunciou nesta quarta-feira (22) que desembarcou do governo. O parlamentar aponta que teve muitos desentendimentos com o Executivo e sabia que seu posicionamento contrário a algumas medidas poderia acarretar no afastamento entre as partes.

    Segundo o parlamentar, a relação entre ambos já não vinha bem, mas chegou ao ápice na votação do projeto que retirou o FGTS dos professores ACTs. Cunha, que é professor universitário, diz não concordar com a proposta e muito menos com a forma como o tema foi conduzido, em regime de urgência e, de acordo com ele, “sem diálogo”.

    A gota d’água a partir daí foi a eleição para a mesa da Câmara. O vereador diz não concordar com aquilo que afirma ter sido uma interferência do Executivo e alega que o governo não o queria na presidência da Casa. Cunha defende que desde o início de sua trajetória no Legislativo afirmou que votaria conforme o que considerasse correto.

    – Sabia que essas minhas posições teriam retaliações, que teria a retirada das pessoas ligadas a mim na prefeitura e me posicionei mesmo assim. Lamento pela cidade porque nossa contribuição era de pessoas qualificadas – disse Cunha.

    – Eu lamento que há a permanência de uma política que não analisa a realização técnica, aquilo que foi produzido, mas que é baseado tão e tão somente no voto do vereador, numa troca do vereador em relação à Câmara e essa troca eu não permito fazer – critica o vereador.

    Cunha, entretanto, ressalta que não será oposição. É enfático ao pontuar que se é bom para cidade, terá seu apoio. Caso contrário, não.

    Procurado pela reportagem, o prefeito Mário Hildebrandt disse que não irá se manifestar a respeito da posição do correligionário.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas