A Polícia Federal deflagrou uma operação nesta quinta-feira (6) para prender investigados e condenados considerados foragidos da Operação Lesa Pátria, que apura crimes cometidos durante os ataques de 8 de janeiro de 2023, em Brasília.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Segundo informações da PF, a operação tem ao menos sete alvos em Santa Catarina, com mandados nas cidades de Blumenau, Indaial, Rio do Sul, Itajaí, Mafra e Balneário Camboriú, cidade em que há dois procurados. Entre as buscas estão condenados dos atos de 8 de janeiro que teriam fugido para fora do país.

Em todo o país, há 208 mandados de prisão preventiva em 18 estados e no Distrito Federal. As ordens foram expedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Até as 15h, a PF havia informado a prisão de 48 alvos, em 11 estados. Três prisões ocorreram em Santa Catarina. O estado com mais prisões até então era São Paulo, com 17.

Continua depois da publicidade

Agentes da Polícia Federal permanecem nas ruas para localizar e capturar os outros 170 condenados ou investigados que tiveram pedidos de prisão preventiva autorizados. Cerca de 100 alvos são considerados foragidos e outros teriam descumprido medidas cautelares, como uso de tornozeleira e comparecimento à Justiça.

Entre os que fugiram, o principal destino teria sido a Argentina, onde estariam mais de 60 pessoas segundo informações dos investigadores relatadas pelo portal g1.

A Operação Lesa Pátria apura supostos crimes cometidos nos atos de 8 de janeiro de 2023 que incluem abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

No início de maio, reportagem do portal Uol mostrou que ao menos 10 pessoas investigadas ou condenadas pelos atos de 8 de janeiro teriam quebrado tornozeleiras eletrônicas e fugido do Brasil. Entre eles estariam três catarinenses já condenados pelos ataques na Capital federal.

Continua depois da publicidade

Veja fotos que ajudaram a condenar catarinenses no 8 de janeiro

Leia também

Condenados de SC pelos atos de 8 de janeiro quebraram tornozeleiras e deixaram país, diz site

Fugitivos do 8 de janeiro podem ser incluídos na lista vermelha da Interpol; entenda

O que aconteceu em 8 de janeiro de 2023; relembre a participação dos catarinenses

Destaques do NSC Total