nsc
    nsc

    Animal corajoso

    Cadela que perdeu pata em serviço recebe medalha pelos seis anos dedicados à Marinha dos EUA

    Agora aposentada, Lucca, um pastor alemão de 12 anos, foi condecorada com medalha equivalente à dada aos militares mais corajosos

    05/04/2016 - 08h19 - Atualizada em: 08/04/2016 - 11h19

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Lucca e seu dono, o sargento Christopher Willingham
    Lucca e seu dono, o sargento Christopher Willingham
    (Foto: )

    Era março de 2012 e Lucca, uma cadela a serviço do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, farejava explosivos no Afeganistão. A tarefa previne que as bombas machuquem ou matem os próprios militares. Ao detectar um dispositivo que explodiu imediatamente, a pastora alemã perdeu a pata esquerda e sofreu queimaduras.

    Nesta terça-feira, os seis anos que Lucca dedicou à Marinha farejando dispositivos em solo inimigo foram homenageados durante cerimônia em Londres, na Inglaterra. A cadela foi condecorada com a medalha PSDA, da Ong britânica de mesmo nome, que reconhece o esforço dos animais numa guerra. Na medalha, os dizeres "por bravura" e "nós também servimos".

    Leia mais

    VÍDEO: cachorra cai de barco no mar e é encontrada viva cinco semanas depois

    Moradores protestam contra envenenamento de cachorros de rua no bairro Teresópolis

    Lucca na maca, depois da cirurgia que amputou a perna ferida
    Lucca na maca, depois da cirurgia que amputou a perna ferida
    (Foto: )

    A medalha é equivalente à Cruz Vitória, a mais alta condecoração dada aos militares. Lucca compareceu à cerimônia acompanhada do sargento Christopher Willingham, que a adotou. Com o acidente no Afeganistão, Lucca foi aposentada e passou a viver com a família do sargento.

    A Ong PDSA foi criada em 1943 no Reino Unido para cuidar de animais doentes ou feridos cujos donos não têm condições financeiras para tratá-los. A medalha instituída em 1943 pela fundadora da Ong, a ativista pelos direitos animais Maria Dickin, já condecorou 30 cachorros, 32 pombos mensageiros de guerras, três cavalos e um gato.

    Com Lucca, 66 animais já foram reconhecidos por sua coragem
    Com Lucca, 66 animais já foram reconhecidos por sua coragem
    (Foto: )

    De acordo com os fuzileiros navais dos Estados Unidos, o desempenho de Lucca detectando bombas nos seis anos de serviço foi tão significativo que nenhum militar saiu ferido das patrulhas sob responsabilidade de seu olfato apurado.

    Leia outras notícias

    Curta nossa página no Facebook

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas