nsc
santa

Vandalismo

Câmeras de segurança flagram grupo pichando paredes de banco em Blumenau

Ação dos jovens escancara dificuldades do Poder Público em conter atos dessa natureza

20/06/2014 - 12h35 - Atualizada em: 20/06/2014 - 14h44

Compartilhe

Por Redação NSC

Seis jovens dobram uma esquina no Centro da cidade. Nas costas, carregam mochilas e alguns aparentam ser menores de idade. À noite, caminham despreocupadamente, como se estivessem indo em direção as suas casas. Um deles fica na esquina, enquanto o restante do grupo encobre um jovem que se abaixa e começa a pichar uma das paredes da agência do Banco do Brasil na rua XV de Novembro em Blumenau. Quando uma pessoa passa de bicicleta, o grupo disfarça e segue sua caminhada.

As imagens foram gravadas na última segunda-feira pela câmera de segurança de uma loja nas proximidades, que também já foi alvo dos pichadores. O comerciante que flagrou o ato de vandalismo acredita que é preciso conscientizar os pais dos jovens e aumentar a fiscalização nas ruas da cidade.

Confira o vídeo abaixo:

- A impunidade é grande. Aparentemente esse grupo é formado por menores e esse material deveria chegar ao conhecimento das autoridades - disse o homem que preferiu não se identificar.

A 1ª Delegacia de Polícia, responsável pela área central de Blumenau, afirmou à reportagem que quando o caso possuiu um suspeito, passa a ser investigado pela DP. Caso contrário, o trabalho é feito na Central de Polícia. No entanto, o delegado responsável pela 1ª DP não foi encontrado pela reportagem para comentar o fato. A assessoria de imprensa do Banco do Brasil também foi procurada pelo Santa, mas preferiu não se manifestar.

Escola Municipal Tiradentes foi alvo de pichação

A escola no Centro de Blumenau foi alvo de vandalismo no Centro de Blumenau em novembro de 2013. O educandário amanheceu com as paredes pichadas, tinta espalhada pelo chão e banheiros queimados. O alvo principal foi a área onde funciona o refeitório, que teve as paredes pichadas. No chão, tinta foi derramada. Algumas tintas usadas na pichação eram da escola, compradas para pintar o prédio. Após investigação, descobriu-se que os próprios alunos foram os responsáveis pelo vandalismo. Eles cumpriram medidas socioeducativas como advertência, obrigação de reparar o dano e prestação de serviços à comunidade. Os reparos na escola custaram cerca de R$ 10 mil.

Relembre outras pichações

>>> Pichações tomam prédios e monumentos em Blumenau

>>> Fachada de mercearia amanhece pichada em Blumenau

Pichação é crime ambiental

De acordo com a Lei dos Crimes Ambientais (nº 9.605, de 12/02/88), o ato de pichar as edificações ou monumentos urbanos é crime com pena prevista de detenção de três meses a um ano, além de multa. Se o ato for realizado em monumento tombado e virtude de seu valor artístico ou histórico, a pena é de seis meses a um ano, além de multa.

Denuncie

Se você presenciou algum ato de pichação e vandalismo, denuncie: 190 (Polícia Militar) ou (47) 33262146 (1ª Delegacia de Polícia)

Colunistas