nsc
    dc

    Prevenção

    Capivari de Baixo, no Sul de SC, promove campanha de vacinação contra raiva 

    Vacinação será feita neste sábado (10), das 08h às 17h em cães e gatos de moradores do município. 

    05/08/2019 - 07h25 - Atualizada em: 05/08/2019 - 11h02

    Compartilhe

    Por Camila Levien
    (Foto: )

    Neste sábado (10) os moradores de Capivari de Baixo poderão vacinar seus animais de estimação gratuitamente contra a raiva. A campanha é da Secretaria de Saúde de Capivari de Baixo e do Departamento de Agricultura, o serviço será oferecido pela manhã, das 08h às 17h e as doses serão aplicadas em cães e gatos de moradores da cidade. As doses serão aplicadas no posto de vacinação que será montado em frente ao ginásio municipal na rua Juan Manoel dos Santos, no bairro Centro.

    Esta não é a primeira atividade de prevenção da doença promovida no local. O município fica a apenas 26 km de distância de Gravatal, onde ocorreu em maio deste ano a primeira morte por raiva humana no Estado em 38 anos. A vítima foi uma mulher de 58 anos que morava na área rural do município.

    Na época segundo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC), foi realizado um trabalho de imunização em um raio de 5 quilômetros a partir da casa onde a mulher morava. Na ocasião, a vacinação atingiu 3144 cães e 729 gatos, nos municípios de Gravatal, onde a vítima vivia, Capivari de Baixo e Pescaria Brava.

    Santa Catarina é um dos locais considerados livres da raiva em localidades urbanas. De acordo Dive/SC antes da morte dessa mulher, que aconteceu no dia 4 de maio, o último caso tinha sido registrado no município de Ponte Serrada, em 1981. Já as últimas mortes de animais com raiva foram registradas nos anos de 2006 e 2016.

    Vacina

    Em animais domésticos a vacina antirrábica deve ser aplicada em uma única dose após os três primeiros meses de vida dos cães. É aplicada gratuitamente por órgãos ligados ao setor de zoonoses de cada município. Entenda como ocorre a contaminação:

    Ciclo de contagio da raiva
    Ciclo de contagio da raiva
    (Foto: )

    A imunização contra a raiva em humanos é feita pelo Sistema único de Saúde (SUS), apenas após a exposição ao vírus. Todo o tratamento para doença em humanos é ofertado gratuitamente.

    Raiva

    É uma doença transmissível que atinge mamíferos como cães, gatos, bois, cavalos, macacos, morcegos e também o homem. É causada por um vírus que ataca o sistema nervoso central, podendo levar à morte. A transmissão da raiva ocorre quando a saliva do animal infectado entra em contato com pele ou mucosa por meio de mordida, arranhão ou lambedura do animal.

    Ciclo de Transmissão

    Os sintomas da raiva variam conforme a espécie, quando acomete animais carnívoros, eles se tornam agressivos e, quando ocorre em animais herbívoros as manifestações são de paralisia. Em caso de agressão por animal, deve-se procurar o serviço de saúde mais próximo.

    Prevenção

    Como a raiva não tem cura, a melhor forma de se prevenir é garantindo a vacinação dos animais. Observar a aparição de sintomas como mudança de comportamento, paralisia e salivação intensa é importante. Nesses casos, a orientação é buscar atendimento veterinário urgente.

    Animais com marcas de mordedura de morcegos também devem ser avaliados por um veterinário, mesmo que sejam vacinados e não apresentem os sintomas da doença.

    Quem encontrar algum morcego morto ou caído deve evitar o contato com o animal, mesmo nas áreas urbanas. Nessas situações, a orientação é pedir auxílio para que um especialista possa recolher o animal e dar a destinação correta.

    Caso alguém seja mordido ou tenha contato com secreções de animais infectados, a orientação é buscar atendimento médico urgente, seja em um hospital ou posto de saúde.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas