nsc

publicidade

Paulo Lopes

Carga de 450 mil cigarros contrabandeados é apreendida na BR-101 em SC

Motorista, que foi preso e encaminhado à Polícia Federal, disse que receberia R$ 5 mil para transportar a carga

02/08/2018 - 05h20

Compartilhe

Por Redação NSC
Além dos cigarros paraguaios, os agentes identificaram que a carreta estava trafegando pela rodovia com placas falsas
Além dos cigarros paraguaios, os agentes identificaram que a carreta estava trafegando pela rodovia com placas falsas
(Foto: )

Uma carreta que carregava 450 mil maços de cigarros de origem paraguaia foi localizada e apreendida na tarde de quarta-feira em Paulo Lopes, na Grande Florianópolis. A operação foi realizada em conjunto pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Receita Federal, que receberam a denúncia que uma Scania azul passaria pelo Litoral catarinense.

Os agentes da unidade operacional da PRF em Paulo Lopes, na BR-101, localizaram o veículo e abordaram o motorista assim que passou pela base. A carreta foi revistada pelos policiais, que encontraram aproximadamente 900 caixas do produto na carga do veículo.

Além dos cigarros contrabandeados, os agentes consultaram as placas e identificaram que o caminhão-trator e o semi-reboque estavam trafegando pela rodovia com placas falsas. Ambos os veículos estavam registrados no município de Colorado-PR, mas transitavam com placas de Canoas-RS.

O motorista disse que receberia R$ 5 mil para transportar a carga de Guaíra-PR até Palhoça, na Grande Florianópolis. Ele foi encaminhado para a sede da Polícia Federal em Florianópolis e deve responder por contrabando e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

A Receita Federal ficou responsabilizada pela carreta e pelos cigarros apreendidos. De acordo com a PRF, a carga estava avaliada em cerca de R$ 2 milhões, apesar de ainda haver a necessidade da contagem oficial.

Leia Mais

Prefeitura derruba casas e bares em praias de Florianópolis

Aposentada de Florianópolis evita golpe que prometia R$ 58 mil

Catarinenses envolvidos em queda de avião em SP começam a receber alta

Deixe seu comentário:

publicidade