nsc

publicidade

Poemas e lembranças ao vento

Cartas trocadas entre professora gaúcha e Carlos Drummond de Andrade são tema de documentário

A trajetória da amizade é contada no longa-metragem que estreia nesta quinta-feira

29/10/2015 - 01h01 - Atualizada em: 29/10/2015 - 06h39

Compartilhe

Por Redação NSC
Por mais de 20 anos, Helena e Drummond fizeram a conexão entre Guaporé e o Rio de Janeiro
Por mais de 20 anos, Helena e Drummond fizeram a conexão entre Guaporé e o Rio de Janeiro
(Foto: )

Carlos Drummond de Andrade (1902 - 1987) tinha por hábito trocar correspondências com admiradores. Mas a relação epistolar que o poeta mineiro manteve com a professora gaúcha Helena Maria Balbinot foi peculiar, pela longevidade e pelo laço afetivo que se firmou entre ídolo e admiradora.

Por mais de 20 anos, Helena e Drummond fizeram a conexão entre Guaporé e Rio de Janeiro conversando sobre poesia e tecendo impressões sobre a vida. A trajetória dessa amizade é tema do documentário em longa-metragem O Último Poema, de Mirela Kruel, que estreia nesta quinta-feira no Guion Center 1.

Confira quais são os brasileiros campeões de bilheteria de 2015

- Conheci a história da Helena em um reportagem da revista Piauí, em 2008 - diz Mirela. - E outras reportagens foram feitas sobre a ligação dela com o Drummond. Mas a Helena tinha, digamos, um discurso afinado sobre o tema. Minha proposta foi entrar nessas lembranças para desafinar, destacar coisas que ela deixou para trás ao se casar, ter filhos e seguir o rumo comum às mulheres de sua geração. Isso acabou despertando um lado melancólico da Helena, que escreveu poemas nunca publicados em livro.

Em uma narrativa que busca valorizar tanto as imagens quanto o texto, Mirela ilumina a própria Helena como narradora, gravações de Drummond recitando trechos de seus poemas e dois atores encarnando a professora e o poeta: Janaina Kremer e Rodrigo Fiatt.

Leia ainda: Netflix revoluciona mercado com 'Beasts of No Nation'

E também: Spielberg acerta a mão em 'Ponte dos Espiões'

Leia todas as matérias e críticas de cinema em ZH

Helena recorda que conheceu e se apaixonou por Drummond a partir do poema Consolo na Praia, que descobriu em uma antologia. Em novembro de 1960, a jovem escreveu seu primeiro bilhete a Drummond, falando de sua admiração e da reprovação à opinião de uma professora que o considerava um poeta menor diante de Cecília Meireles.

Ele respondeu em janeiro de 1961 e, desde então, seguiram trocando cartas, cartões de felicitações e recados. Mas nunca se encontraram pessoalmente - em duas viagens que Helena fez ao Rio, Drummond estava fora da cidade.

O Último Poema

De Mirela Kruel.

Documentário, Brasil, 2015, 70 min, livre.

Estreia quinta-feira no Guion Center 1, com sessões às 17h e às 20h50min.

SESSÕES ESPECIAIS

Quinta-feira, às 20h30min, no Guion Center, um coquetel com presença da diretora Mirela Kruel e equipe do filme comemora a estreia do filme.

Sábado, às 19h, será realizada uma sessão comentada pela diretora no Cine Santander, às 19h, dentro da programação da Feira do Livro de Porto Alegre - 31 de outubro é o dia do aniversário de Drummond.

Deixe seu comentário:

publicidade