nsc
    dc

    Surfe

    Catarinense Mateus Herdy é convidado para etapa do Championship Tour 2019

    Atual campeão mundial Sub-18 irá substituir um dos tops no Freshwater Pro

    13/09/2019 - 13h25

    Compartilhe

    Por Priscila Araújo
    Mateus Herdy quebrando a vala
    (Foto: )

    A oitava etapa das 11 do Championship Tour 2019 teve os convidados definidos pela World Surf League (WSL). Entre os surfistas chamados está o catarinense de Florianópolis, e atual campeão mundial da categoria Sub-18, Mateus Herdy.

    A competição que é formada por atletas de até 18 anos – mesma faixa etária do Pro Junior –, e que será de quarta-feira (19) até domingo (22), no Surf Ranch de Kelly Slater, também contará com a presença dos americanos Kade Matson, Crosby Colapinto, da havaiana Gabriela Bryan e do paulista Caio Ibelli. Ambos os brasileiros foram chamados para substituir os tops contundidos, fazendo com que o Brasil tenha um terço dos participantes do Freshwater Pro, (13 surfistas).

    Filipe Toledo vai competir com a lycra amarela do Jeep Leaderboard no Freshwater Pro e mais dois brasileiros estão entre os sete surfistas com chances matemáticas de brigar pela ponta na corrida pelo título mundial nesta reta final da temporada. No ano passado, o verde e amarelo dominou as ondas da piscina do Surf Ranch, com Gabriel Medina sendo o campeão e Filipe Toledo ficando em segundo lugar na primeira edição do evento, em Lemoore, na Califórnia, Estados Unidos.

    Mudanças no formato

    Este ano a competição sofreu algumas modificações no formato. Agora, os 36 surfistas serão divididos em seis baterias de seis atletas na primeira fase. Cada competidor terá direito a surfar duas ondas de direita e duas de esquerda, intercaladamente, ou seja, um por vez. Serão computadas a maior nota recebida na direita e a maior na esquerda.

    Conforme a organização, esse sistema foi adotado porque fará com que os concorrentes mostrem as habilidades surfando tanto de frontside (de frente pra onda) como de backside (costas). Os dois melhores de cada bateria passam para a segunda fase, junto com os 12 que obtiveram as maiores pontuações entre os que não ficaram nas duas primeiras posições, totalizando 24 surfistas.

    Já os 12 piores são eliminados. Diferente da primeira rodada, nesta segunda cada surfista terá uma chance de aumentar o somatório pegando uma direita e uma esquerda apenas. Alguns conseguirão melhorar, outros não, mas somente os oito que tiverem as maiores pontuações avançarão para a final.

    Na terceira fase, que definirá a classificação final do Freshwater Pro, fica tudo zerado e passa a valer a maior nota na direita e na esquerda que os oito finalistas conseguirem nas duas chances que cada um terá para surfar de frontside e de backside. Os quatro que atingirem as maiores pontuações irão decidir o título com mais uma oportunidade de tentar aumentar o placar, pegando mais uma direita e mais uma esquerda.

    Categoria Feminina

    O mesmo sistema vale para a categoria feminina, porém, o que muda é o número de atletas que passa a ser 18. As duas representantes brasileiras são a gaúcha Tatiana Weston-Webb que está em 8º lugar no ranking e a cearense Silvana Lima que está na 13ª posição.

    Próximas etapas

    Depois do Freshwater Pro no Surf Ranch, haverá mais três etapas do World Surf League Championship Tour para definir o campeão mundial de 2019. As próximas disputas serão o Quiksilver Pro France, de 3 a 13 de outubro em Hossegor, seguido pelo Meo Rip Curl Pro Portugal nos dias 16 a 28 do mesmo mês, em Peniche.

    E a última competição será o Billabong Pipe Masters que fecha a temporada entre os dias 8 e 20 de dezembro no Havaí, onde Gabriel Medina festejou o bicampeonato mundial com vitória nos tubos de Pipeline. O Freshwater Pro será transmitido ao vivo pelo site www.worldsurfleague.com, pelo Facebook Live e pelo aplicativo da WSL.

    Top-21 masculino Jeep WSL Leardboard (sete etapas):

    1º - Filipe Toledo (BRA) – 36.600 pontos

    2º - Jordy Smith (AFR) – 35.450

    3º - Kolohe Andino (EUA) – 35.175

    4º - Gabriel Medina (BRA) – 34.695

    5º - John John Florence (HAV) – 32.690

    6º - Italo Ferreira (BRA) – 31.280

    7º - Kanoa Igarashi (JPN) – 30.780

    8º - Owen Wright (AUS) – 27.365

    9º - Seth Moniz (HAV) – 22.885

    10º - Kelly Slater (EUA) – 22.385

    11º - Julian Wilson (AUS) – 21.460

    11º - Ryan Callinan (AUS) – 21.460

    13º - Michel Bourez (TAH) – 21.250

    14º - Jeremy Flores (FRA) – 20.120

    15º - Conner Coffin (EUA) – 18.695

    16º - Deivid Silva (BRA) – 17.270

    17º - Wade Carmichael (AUS) – 17.065

    18º - Caio Ibelli (BRA) – 16.415

    19º - Willian Cardoso (BRA) – 15.280

    20º - Michael Rodrigues (BRA) – 14.990

    21º - Joan Duru (FRA) – 14.215

    21º - Peterson Crisanto (BRA) – 14.215

    Outros brasileiros:

    27º - Yago Dora (SC) – 11.300 pontos

    28º - Jessé Mendes (SP) – 11.160

    29º - Jadson André (RN) – 10.595

    32º - Adriano de Souza (SP) – 8.465

    41º - Mateus Herdy (SC) – 1.595

    42º - Krystian Kymerson (ES) – 1.330

    45º - Alex Ribeiro (SP) – 265

    TOP-10 feminino Jeep WSL Leardbaord (seis etapas):

    1º - Carissa Moore (HAV) – 41.175 pontos

    2º - Sally Fitzgibbons (AUS) – 37.325

    3º - Stephanie Gilmore (AUS) – 35.065

    4º - Lakey Peterson (EUA) – 33.850

    5º - Caroline Marks (EUA) – 32.135

    6º - Courtney Conlogue (EUA) – 31.590

    7º - Malia Manuel (HAV) – 27.800

    8º - Tatiana Weston-Webb (BRA) – 25.120

    9º - Brisa Hennessy (CRI) – 21.840

    10º - Johanne Defay (FRA) – 19.930

    Outras brasileiras:

    13º - Silvana Lima (BRA) – 16.800

    20º - Tainá Hinckel (BRA) – 2.610

    Acompanhe mais notícias sobre surfe.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas