Os catarinenses Tainá Hinckel e Mateus Herdy conquistaram os títulos sul-americanos nesta sexta-feira (8) no WSL em Florianópolis, na Praia Mole. Além disso, Heitor Mueller confirmou a classificação para o Challenger Series, o circuito de acesso para a elite mundial que disputa o Championship Tour.

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

FOTOS: Veja como vai ficar o novo Camp Nou, a casa do Barcelona

 A batalha pelas últimas vagas prossegue neste sábado (9), que vai começar pelas quartas de final das duas categorias.

Continua depois da publicidade

Logo na primeira bateria do dia, Tainá Hinckel confirmava o principal título da América do Sul, se passasse para as quartas de final. Foi uma disputa de poucas ondas boas, mas a catarinense avançou em segundo lugar, no confronto vencido pela cearense Yanca Costa.

Elas eliminaram a argentina Vera Jarisz e outra brasileira, Gabriely Vasque. Tainá saiu do mar sem saber que a classificação lhe garantia o título de campeã sul-americana da temporada 2023/2024.

— Sou campeã já? Que irado. Estou muito feliz com esse título, irado demais […] Esse era o meu principal objetivo nesse evento, então estou muito feliz que já consegui, amarradona mesmo. Foi uma temporada de altos e baixos, mas um ano relativamente muito bom pra mim — disse Tainá Hinckel após o título antecipado do sul-americano.

Confira as participantes do WSL em Florianópolis

Continua depois da publicidade

A catarinense já tinha sido bicampeã sul-americana da categoria Pro Junior em 2016 e 2019, agora consegue o principal título da World Surf League no continente, o de melhor surfista profissional da América do Sul.

Essa conquista inédita para a sua carreira, coroou uma temporada brilhante da surfista da Guarda do Embaú. No ano passado, foi campeã brasileira da CBSurf e também do Circuito Banco do Brasil de Surfe.

Neste ano, conseguiu vaga para representar o Brasil nas Olímpiadas de Paris e confirmou a classificação para o Challenger Series 2024 como campeã sul-americana.

Mateus Herdy garante título inédito

Mateus Herdy confirmou o título inédito antes mesmo de competir nesta sexta-feira, com as eliminações dos dois únicos concorrentes. O primeiro a cair foi o também catarinense Lucas Vicente, depois o pernambucano Luel Felipe.

Continua depois da publicidade

Mateus Herdy garante o título antes mesmo de entrar na água (Foto:  Marcio David, Layback Pro)
Mateus Herdy garante o título antes mesmo de entrar na água (Foto: Marcio David, Layback Pro)

Com isso, ninguém mais poderia tirar o primeiro lugar no ranking do Mateus Herdy, que também foi campeão sul-americano Pro Junior em 2017 e em 2018 conquistou o título mundial da World Surf League nessa categoria. Ele estava concentrado para competir, quando foi avisado que já era o campeão sul-americano de 2023/2024.

— Fazia muito tempo que eu não ganhava nenhum título da WSL e estou amarradão. Com certeza, vou entrar na bateria agora bem mais tranquilo. Eu vi que tinha que passar minhas duas baterias hoje pra garantir o título, estou focado nisso ainda, mas agora estou até mais leve pra surfar — celebrou Mateus Herdy.

Veja os surfistas do WSL Florianópolis

Assista também

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total