nsc

publicidade

Economia

Catarinenses devem gastar em média R$ 286,53 com material escolar em 2019

Média de compras cresceu 8% em comparação ao ano passado, quando a intenção de gasto era de R$ 265,37

21/01/2019 - 14h58 - Atualizada em: 21/01/2019 - 15h17

Compartilhe

Larissa
Por Larissa Neumann
(Foto: )

Uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio-SC) estima que os gastos com a compra de material escolar devem ficar 8% maiores este ano. A média de consumo das famílias entrevistadas em sete cidades do Estado pode chegar em R$ 286,53 este ano, contra R$ 265,37 em 2018.

Entre as cidades pesquisadas, Blumenau, no Vale do Itajaí, apresentou a maior média de intenção de gasto (R$ 325,91). Já Itajaí, no litoral norte do Estado, tende a ser um dos municípios mais econômicos (R$ 272,93). O levantamento ainda aponta que sete a cada dez famílias pretendem ir às compras entre o final de janeiro (36,1%) e o início de fevereiro (34,2%).

Na avaliação da Fecomércio-SC, as vendas que antecedem o ano letivo representam a largada do varejo estadual. Para o presidente da federação, o aumento das despesas nos primeiros meses do ano, como pagamento de matrícula e impostos, deve motivar a buscar por itens mais baratos.

— A estratégia de quase 70% dos catarinenses é fazer pesquisas de preços em vários estabelecimentos. Os empresários que praticarem bons preços ou apresentarem algum diferencial, como facilidades na forma de pagamento ou descontos vão atrair mais clientes — projeta o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.

Maioria deve optar pelo comércio de rua

Conforme o levantamento, durante a escolha dos materiais escolares os consumidores catarinenses afirmaram que adotaram como critério, preferencialmente, o preço dos produtos. Esta opção foi citada por 53,8% dos entrevistados. Ainda segundo a pesquisa, mais da metade (69,9%) pretende pesquisar preços buscando economia nas compras.

O principal destino para completar a lista escolar deve ser o comércio de rua (90,8%), como as papelaria e livrarias, disparado na frente dos outros estabelecimentos, como supermercados (3,3%), shopping (1%) ou internet (0,8%).

O pagamento no dinheiro também tende a ser prioridades de 66,4% dos consumidores. As compras parceladas no cartão de crédito, conforme o levantamento, vem em seguida, sendo a opção de 16,1% das famílias.

Média de gastos nas principais cidades de SC

Blumenau: R$ 325,91

Chapecó: R$ 258,13

Criciúma: R$ 256,92

Florianópolis: R$ 306,25

Joinville: R$ 310,75

Lages: R$ 274,93

Itajaí: R$ 272,93

Média estadual: R$ 286,53

Fonte: Núcleo de Economia e Pesquisa Fecomércio SC

Deixe seu comentário:

publicidade