nsc
nsc

ESPETÁCULO ASTRONÔMICO

Catarinenses poderão ver eclipse total da Lua e Marte mais brilhoso nesta sexta

Fenômenos poderão ser vistos a olho nu, mas laboratórios de Florianópolis irão disponibilizar telescópios ao público que quiser uma maior experiência cósmica

24/07/2018 - 03h05

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

A noite de sexta-feira (27) vai proporcionar um espetáculo celeste para todo o Brasil, incluindo Santa Catarina. Serão dois fenômenos astronômicos: um eclipse total da Lua – o mais longo do Século XXI – também chamado de "Lua de Sangue", e "Marte em Oposição", que deixará o Planeta Vermelho mais brilhoso. E tudo poderá ser visto a olho nu. Mas para quem quiser observar mais perto o nosso Sistema Solar, o IFSC e a UFSC vão disponibilizar telescópios para o público.

Um eclipse lunar ocorre quando o Sol, a Terra e seu satélite ficam alinhados astronomicamente, estando o nosso planeta no meio, bloqueando a luz do Sol. Quando a Lua entra totalmente na sombra da Terra, temos o eclipse lunar total.

Conforme o doutor Marcelo Girardi Schappo, coordenador do projeto Astro&Física do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), este fenômeno ocorre em média uma vez por ano, apesar de haver anos com duas ocorrências e outros sem nenhuma.

— Porém, nem todas as ocorrências são visíveis em todos os locais do planeta, por isso precisamos apreciar o fenômeno quando temos oportunidade. Por exemplo, o último eclipse lunar total visível em Santa Catarina foi em setembro de 2015, enquanto o próximo será em janeiro de 2019 — convida o professor.

Professor Marcelo Girardi
Professor Marcelo Girardi
(Foto: )

Por que Lua de Sangue?

O eclipse total também é chamado de "Lua de Sangue". O motivo é que, durante o fenômeno, nosso satélite ficará avermelhado ou alaranjado.

— A luz do Sol atravessa a atmosfera da Terra e interage com ela. As ondas de coloração azul permanecem na atmosfera, o que explica a cor do nosso céu. Já as ondas de coloração avermelhada são desviadas para dentro da região de sombra, atingindo a superfície da Lua.

Marte em Oposição

Para deixar a noite do eclipse total da Lua ainda mais interessante, a data vai coincidir com o fenômeno "Marte em oposição". Significa que é o momento da órbita marciana em que o planeta vermelho se encontra o mais alinhado possível com a Terra e o Sol. Sendo assim, Sol e Marte ficarão em lados opostos em relação ao nosso planeta, fazendo com que praticamente toda a superfície marciana voltada para a Terra esteja iluminada.

O momento de oposição de Marte ocorre a cada intervalo de aproximadamente 2 anos, gerando os melhores momentos para observação astronômica do Planeta Vermelho. E por coincidência, quatro dias depois, no dia 31, acontecerá a maior aproximação entre os dois planetas. Marte estará a 57 milhões de quilômetros, a menor distância da Terra desde 2003.

Marte estará a 57 milhões de quilômetros, a menor distância da Terra desde 2003
Marte estará a 57 milhões de quilômetros, a menor distância da Terra desde 2003
(Foto: )

Quando?

O início do eclipse será às 14h15 do dia 27 de julho de 2018. O término acontecerá por volta das 20h30h. Porém, é importante destacar que para Santa Catarina, neste dia, o nascer da Lua será por volta de 17h40, o que faz com que consigamos observar apenas a parte final do eclipse. No mesmo período o Planeta Vermelho já estará em oposição, sendo a maior aproximação entre Terra e Marte quatro dias depois, (31/07). A próxima oposição será em outubro de 2020.

Como observar?

A observação pode ser feita a olho nu, sem qualquer equipamento especial. No entanto, é preciso estar atento logo no início da noite, pois a Lua vai nascer já com eclipse acontecendo, fazendo com que ela apareça na coloração avermelhada. O professor Marcelo orienta os observadores a procurar locais com boa visibilidade do horizonte leste.

Observação aberta ao público

Telescópios e binóculos podem ser usados para deixar a observação mais interessante: com eles, é possível perceber detalhes do relevo lunar, como as crateras causadas por impactos de asteroides no passado. Por isso, os professores do projeto Astro&Física estarão com telescópios à disposição do público no Mirante da Lagoa da Conceição, das 17h às 20h. Também estará aberto ao público o observatório da UFSC.

Colunistas