nsc

publicidade

Serviço

Cemitérios municipais de Blumenau estão lotados

Os 15,4 mil túmulos dos três espaços públicos da cidade - ruas Bahia, João Pessoa e Progresso - estão ocupados. Novos sepultamentos só ocorrem após exumações

02/11/2017 - 05h15

Compartilhe

Por Redação NSC

Após ler o título desta reportagem, alguns dirão que não há nem mesmo espaço para se cair morto na cidade. O assunto certamente estará entre aqueles que nesta quinta-feira prestam homenagens aos entes queridos neste Dia de Finados. A preocupação com a falta de espaço nos três cemitérios municipais de Blumenau, administrados pela prefeitura, é antiga. Atualmente os 15,4 mil túmulos municipais estão ocupados e os sepultamentos só ocorrem após exumação.

Enquanto a população se questiona sobre o local de eterno descanso, a concessão dos espaços públicos é vista como saída para resolver o problema, que se agrava a cada ano:

Hoje ainda temos locais abandonados e na medida que as pessoas venham a falecer e precisam ocupar esses locais, nós conseguimos fazer a exumação e usar as vagas. Mas a gente imagina que em dois, três anos, no máximo, isso se satura também e por isso a importância da concessão — explica o secretário de Conservação e Manutenção Urbana de Blumenau, Marcelo Schrubbe.

Para atender a demanda — somente em outubro 136 pessoas morreram em Blumenau — a empresa que ficará responsável pelos três cemitérios municipais (confira tabela) terá a missão de abrir novas vagas, continuar com as exumações e verticalizar os túmulos.

Cremação deve ser incentivada

Schrubbe ressalta que Blumenau ainda não tem como hábito a cremação dos corpos, mas que a medida se faz cada vez mais necessária:

— É preciso ofertar o serviço de cremação. Nós queremos que as cremações sejam incentivadas porque ambientalmente é o mais correto, menos prejudicial ao meio ambiente, e o que hoje nós temos disponível. Porque homologar ou fazer um novo cemitério é praticamente inviável e os que temos estão lotados. Então não se tem muita opção — explica o responsável pela pasta.

Como adiantou o colunista Pancho, até o fim do ano a prefeitura deve ter em mãos o estudo de viabilidade financeira para a concessão à iniciativa privada dos cemitérios municipais de Blumenau. Se o prazo for respeitado, o edital e o estudo irão para análise do Tribunal de Contas do Estado (TCE) entre janeiro e fevereiro e a previsão é lançar o edital no primeiro semestre de 2018.

Mesmo após a mudança, as cerca de 11 mil famílias incluídas no Cadastro Único por receberem benefício social continuarão tendo gratuidade das taxas dos três cemitérios municipais, como ocorre atualmente.

Cemitério da Rua Bahia
Cemitério da Rua Bahia
(Foto: )

Cemitério da Rua Bahia (Rua Bahia, Escola Agrícola)

Capacidade: 7,8 mil túmulos (municipal), 55 carentes (15 para crianças e 40 para adultos)

Situação: lotado

Cemitério do Progresso (Rua Progresso, Progresso)

Capacidade: 3 mil túmulos, 5 carentes

Situação: lotado

Cemitério da Rua João Pessoa (Rua João Pessoa, Velha)

Capacidade: 4,5 mil túmulos, 5 carentes (existiam mais vagas, mas parte do terreno desmoronou na tragédia de 2008)

Situação: lotado

Deixe seu comentário:

publicidade