nsc
    dc

    Prefeitura Municipal de Florianópolis apresenta

    Centro de Atenção à Saúde Animal ganha nova estrutura em Florianópolis

    Canis, consultórios, área externa e outras instalações foram reformados ou construídas para aumentar e melhorar o atendimento aos animais internos ou tutelados por pessoas de baixa renda 

    12/03/2020 - 12h29 - Atualizada em: 13/05/2020 - 13h01

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Centro de Atenção à Saúde Animal inaugura estrutura renovada no dia 21 deste mês, em Floripa
    (Foto: )

    Entre as obras finalizadas pela Prefeitura Municipal de Florianópolis em 2020, uma das mais aguardadas é a de ampliação e reforma das instalações da Diretoria de Bem-Estar Animal (DIBEA), que será entregue dia 21 de março, como parte das comemorações pelo aniversário da cidade. A partir de agora, o espaço passa a se chamar CASA - Centro de Atenção à Saúde Animal, mas continua no mesmo endereço, na rodovia SC-401, 114, no bairro Itacorubi, em Florianópolis.

    A DIBEA é o órgão responsável pela averiguação de denúncias de maus tratos, pelo socorro aos animais vítimas de violência ou em situação de rua, pelo tratamento e guarda desses animais até que sejam adotados e pelo atendimento médico e castração de animais sob tutela de pessoas de baixa renda. A melhoria da infraestrutura foi feita com novos consultórios e modernização dos que já existiam, um centro cirúrgico equipado e pronto para a realização das castrações e atender a demandas urgentes, salas para banho e tosa, novos canis e readequação dos antigos.

    A partir de agora, há também um lugar específico para o tratamento de equinos e a área de soltura, um espaço inovador, com cerca de 200 metros quadrados. A área de soltura era um desejo antigos de médicos veterinários, funcionários e voluntários da Dibea, e já está recebendo os animais que, por períodos, deixam seus canis para correr no gramado onde realizam outras atividades, de acordo com suas necessidades. O lugar tem papel fundamental na ressocialização dos animais; ajuda a minimizar o estresse e aumentar o bem-estar; e permite a prática de exercícios físicos específicos para fortalecimento ósseo e muscular, auxiliando no tratamento e na prevenção de lesões.

    Centro de Atenção à Saúde Animal
    Área de soltura
    (Foto: )

    A diretora da Dibea afirma que o espaço de soltura é pioneiro em abrigos no Brasil e destaca a importância de permitir que os animais abrigados, principalmente os que foram vítimas da violência humana, convivam com outros, brincando e gastando energia, pois isso ajuda no resgate da confiança e na alegria. E um animal mais dócil e mais feliz tem mais chances de ser adotado.

    Outro destaque da reforma é uma área específica para a soltura de cães e gatos com doenças infecciosas, uma estrutura nova que vai trazer mais qualidade para os animais que passam por tratamentos de saúde. Outras estruturas, como a entrada, as vias de acesso aos canis, consultórios, Centro de Zoonoses e setor administrativo, além do antigo auditório, também foram readequadas e estão prontas para receber pessoas e animais.

    O espaço onde funcionava o auditório será utilizado em ações educativas, como as realizadas pelo Projeto Amigo Animal que, em parceria com escolas da rede pública municipal, irá capacitar professores e voluntários a fim de educar as crianças sobre a importância de cuidar e respeitar os animais e como devem agir para denunciar casos de maus-tratos.

    Centro de Atenção à Saúde Animal
    Casa nova para os bichinhos
    (Foto: )

    Mais espaço e mais funcionários para o atendimento aos animais

    Além da ampliação do espaço físico, o número de funcionários da Dibea também foi ampliado com a homologação e posse de cinco novos médicos veterinários, aprovados no último concurso público da PMF. Houve, ainda, um crescimento no número de voluntários – que realizam ações de adestramento e aplicação de técnicas de medicina alternativa, entre outras ­­– depois da última seleção realizada pela Somar Floripa (plataforma de voluntariado ligada à Prefeitura Municipal).

    — Nosso quadro de funcionários está em crescimento, com a chegada de novos médicos veterinários e profissionais da área administrativa. Isso vai nos permitir ampliar o atendimento veterinário e castrações de animais da população de baixa renda e investigar um número maior de denúncias de maus-tratos contra animais — afirma a diretora da Dibea.

    Hoje, há cerca de 150 animais sob tutela da Diretoria de Bem-Estar Animal da PMF, entre cães e gatos, filhotes e adultos. E, embora a capacidade dos canis e do atendimento tenha sido ampliada, os esforços do órgão são em ressocializar e tratar os animais para que possam ganhar uma família e um novo lar.

    Outras aquisições foram feitas para fortalecer o combate aos maus tratos contra animais

    Tão importante quanto a obra de ampliação e reforma é a aquisição de novos equipamentos, como uma caminhonete para resgate de animais pequenos e outra para resgate de equinos, e o drone, que já está sendo utilizado como aliado na averiguação de denúncias de maus-tratos. Dando mais segurança às equipes de resgate e mais eficiência aos atendimentos. Em alguns casos, o uso do drone dispensa o acompanhamento policial, geralmente feito pela Polícia Militar ou pela Guarda Municipal de Florianópolis.

    A tecnologia tem sido bastante utilizada, ainda, para agilizar as rotinas administrativas e para facilitar o processo de adoção de animais. A plataforma de adoção, lançada no fim de 2019, traz a foto e descrições físicas e comportamentais dos animais disponíveis. Através de um formulário online, os interessados podem requerer a guarda de um animal, realizar um cadastro e, após a análise, equipes da Dibea entregam o animal para os novos tutores. Todas essas aquisições foram feitas para reforçar o compromisso da PMF com a causa animal.

    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas