nsc

publicidade

Catarinense

Chape vence Figueirense e vai pela 4ª vez seguida à decisão

Everaldo marcou o gol da vitória, em boa jogada de Rildo

14/04/2019 - 18h16 - Atualizada em: 14/04/2019 - 22h02

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona
Aylon, atacante da Chapecoense
Chape aproveita vantagem de jogar na Arena Condá e garante vaga na decisão
(Foto: )

A Chapecoense venceu o Figueirense por 1 a 0 neste domingo, na Arena Condá, e obteve vaga na final do Catarinense 2019. Será a quarta final consecutiva do Verdão.

O primeiro tempo foi de poucas emoções na Arena Condá. O Figueirense começou melhor. Júlio Rusch teve boa oportunidade em cobrança de falta mas a bola foi muito alta. Em cobrança de escanteio, Tiepo saiu mal e Matheus Lucas, com o gol livre, cabeceou para fora.

A Chapecoense teve uma boa oportunidade com Aylon, em cruzamento para a área, mas ele cabeceou para fora. Douglas também teve uma chance de cabeça em cobrança de falta, mas igualmente errou o alvo. No primeiro tempo cada time perdeu um jogador por lesão: Victor Andrade, na Chape, e Juninho, no Figueira.

No início do segundo tempo a Chapecoense voltou mais ofensiva e teve a chance de empatar num erro da defesa do Figueirense. Aylon ficou livre para finalizar mas chutou para fora. Depois, em cobrança de escanteio, Everaldo cabeceou próximo do travessão.

A insistência deu resultado aos 14 minutos, em jogada de Rildo, pela direita, que cruzou na área e Everaldo marcou de cabeça, colocando o Verdão em vantagem.

O Figueirense foi em busca do empate, mas sem muita força. João Diogo arriscou de fora da área e acertou a rede, pelo lado de fora. Júlio Rusch tentou em cobrança de falta de longe, mas sem perigo.

Depois do gol o time da casa foi administrando o jogo, sem oferecer grande risco. O goleiro Tiepo fez algumas intervenções, mas sem grande perigo. Ao final, a maioria da torcida na Arena Condá comemorou mais uma decisão.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE- 1

Tiepo, Eduardo, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Elicarlos (Amaral) e Campanharo; Victor Andrade (Aylon), Rildo (Régis) e Everaldo. Técnico: Ney Franco.

FIGUEIRENSE- 0

Denis, Alemão Teixeira, Pereira, Ruan Renato e Brunetti, Zé Antônio, Júlio Rusch e Juninho (Jean); Alípio (Matheuzinho depois João Diogo), Willian Popp e Matheus Lucas. Técnico. Hemerson Maria.

Gols: Everaldo (C), aos 14 minutos do segundo tempo.

Arbitragem: Rodrigo D’Alonso Ferreira, auxiliado por Kleber Lúcio Gil e Alex dos Santos.

Cartões amarelos: Régis (C). Pereira, Brunetti e Matheus Lucas (F)

Local: Arena Condá, em Chapecó

Público: 6.944

Renda: R$ 118 mil

Deixe seu comentário:

publicidade