nsc

publicidade

Brasileirão

Chapecó se une para apoiar a Chapecoense contra o São Paulo na Série A

Partida às 17h deste domingo decide para o Verdão a permanência na elite e rótulo compartilhado com outros quatro gigantes do Brasil

02/12/2018 - 04h16

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

No último jogo que fez em casa, numa quinta-feira à noite, 12.384 pessoas foram até a Arena Condá para torcer para a Chapecoense vencer o Sport. E deu certo. A vitória por 2 a 1 sobre o Rubro-negro deu sobrevida à equipe catarinense. Desta vez, a parceria entre torcida e equipe é para enfrentar o São Paulo, às 17h de domingo, na Arena Condá, no jogo que pode terminar com a alegria pela permanência ou a dor pelo rebaixamento.

Durante a semana, Chapecó, com seus mais de 215 mil habitantes, se mobilizou para criar uma atmosfera positiva para o clube. Ingressos para algumas alas do estádio foram esgotados dias antes do confronto. É com a expectativa de recorde de público que os comandados de Claudinei Oliveira se preparam para o duelo com cara de final.

A vitória basta para o time se livrar do rebaixamento e garantir mais uma temporada na elite, que no ano que vem terá a presença de outra equipe catarinense: o Avaí. Empate ou derrota deixam a equipe à perigo, já que precisará torcer para que América-MG e Sport não tenham êxito em seus duelos.

Em quinto lugar na competição, o jogo também tem grau de importância para o São Paulo. O Tricolor paulista precisa pontuar mais do que o Grêmio (que recebe o Corinthians no mesmo horário) para concluir a competição na quarta colocação e, assim, garantir presença na fase de grupos da Libertadores de 2019, sem ter que passar pela fase preliminar da competição.

A partida é considerada como a mais importante do ano para a Chapecoense, pois um rebaixamento representaria queda brusca na receita, agravada pelas 54 ações judiciais relativas aos processos do acidente aéreo que matou 71 pessoas na Colômbia, há dois anos.

– A Chapecoense é muito importante para a região de Chapecó com mais um milhão de pessoas. Ela traz grandes clubes para cá e movimenta a economia, restaurantes e hotéis. Ela leva o nome da cidade e da região para muito longe. Todos estão mobilizados e nós esperamos fazer a nossa parte – disse Claudinei Oliveira.

O treinador cobrou o resultado positivo para que a Chape não dependa de tropeços dos concorrentes diretos contra a degola.

– Vamos buscar a vitória desde o início e, quando faltarem entre cinco e 10 minutos, poderemos administrar alguma situação, mas dependendo dos outros resultados – completou.

Só cinco nunca foram rebaixados no Brasileirão

Desde que o Campeonato Brasileiro adotou o sistema de divisões, com acessos e rebaixamentos ao fim de cada temporada, apenas quatro tradicionais clubes jamais amargaram a dor de um descenso na competição: Cruzeiro, Flamengo, Santos e São Paulo. Assim como eles, a Chapecoense, a caçula entre as equipes da elite, está neste grupo e quer permanecer no seleto rol.

A lista das equipes jamais rebaixadas era ligeiramente maior há duas temporadas. Mas o Internacional jogou a Série B de 2017 e deixou de fazer parte da história.Todas os outros times grandes de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul, por exemplo, já tiveram que passar pela Segunda Divisão após estar na elite.

Desde que ingressou na Série A em 2014, o Verdão tem feito campanhas consistentes. Em todos os campeonatos anteriores, no entanto, a luta contra o rebaixamento encerrou antes da última rodada. No ano passado, sob o comando do técnico Gilson Kleina, a equipe ainda protagonizou uma impressionante arrancada na reta final e ficou com uma das vagas na pré-Libertadores da América.

FICHA TÉCNICA - Chapecoense x São Paulo

CHAPECOENSE

Jandrei; Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Amaral, Canteros e Diego Torres; Wellington Paulista e Leandro Pereira. Técnico: Claudinei Oliveira.

SÃO PAULO

Jean; Araruna, Arboleda, Bruno Alves e Edimar; Hudson, Liziero, Nenê e Helinho; Diego Souza e Everton. Técnico: André Jardine

ARBITRAGEM: Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Fabrício da Silva e Bruno Pires (trio de GO).

DATA E HORA: às 17h de domingo.

LOCAL: Arena Condá, em Chapecó.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense

Deixe seu comentário:

publicidade