A Chapecoense tem até o dia 30 de maio para encaminhar um recurso para a Câmara de Apelações da Conmebol, com o objetivo de tentar reverter a decisão da entidade de tirar os três pontos da vitória por 2 a 1 sobre o Lanús, em virtude da escalação irregular do zagueiro Luiz Otávio.

Continua depois da publicidade

Com a decisão o Lanús foi para 13 pontos e a Chapecoense ficou com sete, um ponto atrás do Nacional do Uruguai, que acabou classificando. Mas o clube catarinense já entrou ainda na terça-feira à noite com dois pedidos na entidade. Um deles é um pedido de efeito suspensivo da reversão dos pontos, o que deixaria Lanús e Chapecoense com dez, e outro para obter informações do acórdão do colegiado que decidiu pela perda dos pontos.

– Nós queremos ver os fundamentos da decisão para elaborar nosso recurso e colocar nossas razões – explicou o vice-presidente jurídico do clube, Luiz Antônio Palaoro.

Ele não tinha recebido o documento até o final da tarde mas aguardava as informações até esta quinta-feira. Além do departamento jurídico da Chapecoense continuam no caso os advogados Mário Bittencourt, que atuou em defesa do Fluminense para evitar o rebaixamento em 2013, e Marcelo Amoretty, filho do ex-presidente do Internacional, Paulo Rogério Amoretty, morto no acidente aéreo de 2007, em Congonhas.

Continua depois da publicidade

Palaoro disse que ainda é cedo para avaliar se o clube pode ir até a Fifa ou outras instâncias.

-Estamos estudando a possibilidade de recorrer à Fifa ou outras instâncias mas tudo vai depender de análise da decisão da Conmebol – destacou.

Embora a direção a Chapecoense tenha declarado que vai até as últimas instâncias para tentar manter a classificação que conquistou em campo, há também um receio de possível represália caso entrasse na Justiça Comum, por exemplo, pois a Conmebol também é a responsável pela Copa Sul-Americana, para a qual o time conseguiu a classificação mesmo com a perda dos pontos.

O clube alega que houve falha na comunicação da Conmbebol sobre a pena de três jogos de Luiz Otávio, em virtude da expulsão contra o Lanús, não encaminhando para emails dos advogados ou pessoas responsáveis pelo caso.

Continua depois da publicidade

Palaoro disse desconhecer a informação de que um email teria sido enviado para um dos dirigentes vítimas do acidente aéreo de novembro do ano passado, na Colômbia.

A Chapecoense entra na segunda fase da competição, com os 22 classificados da primeira fase e mais dez times da Libertadores, oito terceiros lugares e dois classificados da primeira fase do campeonato.O sorteio dos confrontos será no dia 2 de junho.

Nesta quarta-feira o time folgou para descansar da vitória de 2 a 1 sobre o Zúlia. Parte da delegação foi a Florianópolis para a premiação dos melhores do Campeonato Catarinense.O próximo confronto da Chapecoense é na segunda-feira, contra o Avaí, pelo Campeonato Brasileiro.

Continua depois da publicidade

Leia também:

CBF e FCF afirmam repasse e-mail sobre suspensão de zagueiro

“Não houve aviso oficial ao clube”, diz presidente da Chape

Leia todas as notícias da Chapecoense

Acesse a tabela da Libertadores

Destaques do NSC Total