nsc
    dc

    publicidade

    Brasileirão

    Chapecoense perde para o Palmeiras com gol aos 54 minutos do segundo tempo

    Com um a menos desde os 22 minutos do segundo tempo time perdeu para o Palmeiras

    16/10/2019 - 23h10 - Atualizada em: 16/10/2019 - 23h14

    Compartilhe

    Darci
    Por Darci Debona
    Chapecoense foi derrotada pelo Palmeiras por 1 a 0 pelo Brasileirão
    Chapecoense foi derrotada pelo Palmeiras por 1 a 0 pelo Brasileirão
    (Foto: )

    Com um gol aos 54 minutos do segundo tempo, a Chapecoense perdeu por 1 a 0 para o Palmeiras no Allianz Parque na noite desta quarta-feira (16). Foi um castigo para o time que resistia com um menos desde os 22 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o Verdão segue na lanterna da Série A do Campeonato Brasileiro.

    A equipe do técnico Marquinhos Santos começou bem o jogo e conseguiu segurar um dos candidatos ao título na etapa inicial. O Palmeiras teve poucas chances de gol. E por pouco o time catarinense não saiu na frente. Em disputa de bola dentro da área Amaral conseguiu finalizar mas errou o alvo.

    O Palmeiras chegou algumas vezes com Deyverson e Dudu, mas sem grande perigo. A primeira defesa de João Ricardo foi somente aos 26 minutos, num chute de fora da área de Gustavo Scarpa.

    O sistema defensivo montado pelo técnico Marquinhos Santos, com Amaral jogando praticamente como um terceiro zagueiro, foi eficiente. E ainda permitiu que a Chapecoense chegasse algumas vezes ao ataque. Numa delas Elicarlos chutou para fora. Em outra Gum cabeceou fraco, para defesa de Weverton.

    Dudu ainda assustou o goleiro João Ricardo em finalização muito perto do gol. Mas foi só no primeiro tempo. Na saída, o atacante Everaldo disse que o time estava bem e que na segunda etapa teria que aproveitar a oportunidade que surgisse para definir o jogo.

    No início do segundo temo, o Palmeiras pressionou bastante. Quase abriu o placar em cobrança de escanteio, que Bruno Henrique desviou de cabeça, Luan chegou atrasado e a bola acabou saindo.

    A Chape respirou em um cruzamento para a área adversária que Amaral também cabeceou para fora. O Palmeiras voltou ao ataque e, em chute de Deyverson, seu companheiro de ataque Willian, dentro da pequena área, tentou completar para o gol e a bola bateu na trave.

    Depois foi a vez de João Ricardo fazer grande defesa em cabeçada de Willian, novamente dentro da pequena área. O time paulista pressionava e o time catarinense ia resistindo.

    A situação complicou para a Chapecoense aos 22 minutos do segundo tempo quando o zagueiro Gum foi expulso por falta em Dudu. O zagueiro reclamou bastante da rigidez do árbitro no lance.

    Na sequência, Willian teve outra grande chance dentro da área mas o chute desviou em Douglas e saiu para escanteio.

    O jogo ficou dramático. João Ricardo fez defesas fantásticas em cabeçada de Gustavo Gómez e chute de Felipe Melo, de dentro da área. O confronto virou ataque contra defesa, com o time catarinense praticamente encurralado dentro da área.

    João Ricardo voltou a brilhar em chute de fora da área de Diogo Barbosa e em cabeçada de Bruno Henrique. A arbitragem deu nove minutos de acréscimos. E numa escapada para o ataque Régis deixou Renato na cara do gol. Ele finalizou rasteiro mas desta vez foi a vez do goleiro Weverton fazer uma defesa difícil.

    Quando a partida estava terminando Felipe Melo aproveitou um rebote e fez o gol da vitória palmeirense. O time da Chape reclamou muito.

    O resultado mantém o Verdão do Oeste de SC na lanterna da Série A, com 16 pontos.

    FICHA TÉCNICA

    PALMEIRAS-1

    Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa (Rafael Veiga); Zé Rafael (Willian), Dudu e Deyverson (Henrique Dourado). Técnico. Mano Menezes.

    CHAPECOENSE-0

    João Ricardo, Márcio Araújo (Renato), Douglas, Gum e Bruno Pacheco; Elicarlos, Amaral, Roberto e Camilo (Maurício Ramos); Henrique Almeida (Régis) e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos.

    Gols: Felipe Melo (P), aos 54 minutos do segundo tempo

    Arbitragem: Vinícius Gomes do Amaral, auxiliado por Leirson Peng Martins e Lúcio Beiesdorf Flor. No VAR, Jean Pierre Gonçalves Lima (quarteto do RS).

    Cartões amarelos: Gustavo Gómez (P); Bruno Pacheco, Elicarlos, Tiepo (C)

    Cartão vermelho: Gum (C), aos 22 minutos do segundo tempo e Victor Luís (P, no banco), aos 26 minutos da etapa final.

    Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP

    Público: 22.738

    Renda: R$ 1.228.370,30

    Deixe seu comentário:

    publicidade