nsc
dc

publicidade

Clássico

Chapecoense tem problemas para encarar o Avaí 

Amaral está suspenso e Henrique Almeida e Renato são dúvida

22/11/2019 - 17h02

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona
Chapecoense precisa vencer o Avaí para seguir viva no Brasileirão
Marquinhos Santos disse que vitória sobre o Ceará ajudou no ambiente da Chapecoense, que quer continuar viva
(Foto: )

A Chapecoense tem alguns problemas para encarar o Avaí, neste domingo, 19h, na Ressacada. O volante Amaral, que jogou improvisado na zaga contra o Ceará, está suspenso. Menos mal que Hiago e Maurício Ramos estão recuperados de lesão. Um deles, provavelmente Hiago, iniciará a partida.

O atacante Henrique Almeida sentiu uma tendinite e virou dúvida. Em seu lugar deve entrar Arthur Gomes. O meia Renato, que vinha jogando de lateral, não treinou com dores na panturrilha e também é dúvida. Eduardo segue na lateral direita.

Outra mudança provável é a entrada de Campanharo no lugar de Vini Locatelli, esta por opção técnica. O técnico Marquinhos Santos falou sobre os desfalques na entrevista coletiva da manhã desta sexta-feira.

-Está difícil relacionar 20 jogadores para o jogo. Estamos aguardando o Departamento Médico em relação ao Renato, Henrique Almeida, Elicarlos e Régis. Jogadores que encontram-se com restrições. Eli deve ser liberado, vamos aguardar os demais para montar a lista de viagem. Tem algumas situações a serem pensadas. Um time mais equilibrado, meio-campo com mais força e mais pegada, ou um time mais solto, mais técnico, mais força e velocidade. Depende das situações do Departamento Médico –disse o treinador.

O comandante da Chapecoense lamentou que um clássico regional deste porte, que decidiu o título estadual, tenha um time rebaixado e outro lutando para se manter vivo na competição. Mas em termos de disputa o fato de o Avaí já está rebaixado não altera em nada a competitividade da partida.

- O fato de o Avaí estar rebaixado não muda em nada. É um clássico regional, uma decisão para nós e uma continuidade de projeto para eles já 2020. Creio que seja mais difícil porque o Avaí joga sem responsabilidade e transfere toda responsabilidade para a Chapecoense. Temos que estar preparados para assumir essa responsabilidade e desenvolver o jogo. Vai ser difícil, pegado. Tem que ter equilíbrio mental e emocional para não ter atleta expulso, não se perder no jogo e poder apresentar um bom jogo. Tem tudo para fazer um grande jogo, aberto, que as equipes busquem a vitória. Que saiam muitos gols e possamos fazer mais que o adversário e sair com a vitória- disse o treinador.

Marquinhos Santos disse que gosta dos confrontos em clássicos pois é um jogo diferente, com alto nível concentração. E espera que seu time possa apresentar um bom jogo para se manter vivo na competição.

A Chapecoense viaja no final da tarde para Florianópolis. O time tem 25 pontos e está a 11 do Cruzeiro, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Esportes

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade