nsc
an

Chuva

Chuva causa alagamentos, afeta 13 bairros e pessoas ficam ilhadas em Joinville

Regiões Central, Norte e Oeste foram as mais atingidas pelo temporal

13/03/2015 - 02h59 - Atualizada em: 16/04/2015 - 10h09

Compartilhe

Por Redação NSC
Rua Jaraguá com a Max Colin em Joinville
Rua Jaraguá com a Max Colin em Joinville
(Foto: )

A chuva desta madrugada, que assustou moradores de Joinville, causou alagamentos, afetou 13 bairros e deixou pessoas ilhadas em vários pontos da cidade. De acordo com a Defesa Civil, as Regiões Central, Norte e Oeste foram as mais atingidas. A estação do Centro registrou 80 mm de precipitação em apenas 1 hora.

Várias linhas de ônibus deixaram de circular e a água chegou a invadir residências. Na manhã desta sexta-feira alguns pontos ainda estavam alagados e a Polícia Militar e o Departamento de Trânsito (Detrans) tiveram que orientar rotas de desvio. Durante a madrugada, um carro chegou a ser arrastado na rua Itaiópolis.

Acompanhe a situação do trânsito na região:

Até a manhã desta sexta, foram contabilizadas 13 quedas de muros. Os Bombeiros Voluntários realizaram durante toda a madrugada o resgate de pessoas ilhadas. Houve queda de árvore na rua Joaquim Nabuco, bairro Atiradores. As ocorrências se concentram nos bairros: Costa e Silva; Santo Antônio; Bom Retiro; América; Iririú; Centro; Saguaçu; Boa Vista; Jardim Iririu; Bucarein; Anita Garibaldi; Vila Nova e Nova Brasília.

O horário mais crítico foi das 23 até às 2 horas da madrugada. Os terminais Norte e Central ficaram interditados durante a madrugada. Logo pela manhã, o terminal Central ainda permanecia alagado. De acordo com as empresas Transtusa e Gidion, diversas linhas de ônibus foram interrompidas a partir das 23h15 e retomadas a partir das 4h30, na região Sul da cidade, e a partir das 6h30, na região Norte.

Segundo a assessoria, apenas 11,7% das linhas operadas na região Sul não foram afetadas pelos alagamentos e cumpriram o itinerário. Na região Norte, todas as linhas foram afetadas, já que não tinham acesso ao terminal Central. Os terminais Norte e Central foram atingidos pela água, mas pontos de alagamento no trajeto de outras linhas ocasionaram a interrupção do sistema do transporte coletivo.

Agentes da Defesa Civil percorrem os bairros para atender ocorrências e realizar o levantamento dos danos. Não houve até o momento registro de pessoas desabrigadas.

- O trabalho maior agora será o de limpeza das casas -, disse Márnio Pereira, gerente de Defesa Civil.

Internautas relataram, por meio do Facebook do AN e pelo WhatsApp, a situação de vários bairros.

- Nunca vi algo assim em mais de 25 anos. Nossa casa fica pouca coisa acima do nível da rua. Não sabemos ainda se houve danos nos eletrodomésticos, embora parte deles molharam quando tudo começou - conta Yuri Thomazelli, morador da rua Pavão, no bairro Costa e Silva.

Liliane Pólvora também conta o que viu na rua Vice Prefeito Luis Carlos Garcia, uma lateral da Marquês de Olinda. O cenário era de água entrando na casa dos vizinhos e inundando veículos.

- Moro há três anos aqui e desde que completaram a nova rede de esgoto o quadro se agravou. A água, além de vir da chuva e do córrego que corta a via, agora verte também dos bueiros com esgoto -, relata.

Na manhã desta sexta-feira na região central o trânsito estava lento nas ruas 9 de Março, com água no trecho entre a rua Rio Branco e avenida Beira-rio, e na rua Dona Francisca, proximidades do Museu de Sambaqui. No bairro Vila Nova, a água continuava na pista da rua Leopoldo Beninca, próximo ao rio Águas Vermelhas. O trânsito seguiu em mão dupla na rua 15 de Novembro, no trecho entre a rua Bento Torquato da Rocha e a entrada do binário.

A previsão do tempo para esta sexta-feira, de acordo com a Epagri/Ciram, é de sol com nuvens e pancadas de chuvas isoladas à tarde e início da noite.

Mapa: confira os pontos onde foram registrados alagamentos em Joinville:

Leia as últimas notícias de Joinville e região

Veja fotos da situação das ruas durante a madrugada

Colunistas