nsc
an

Portal Jaraguá

Cinthia Raasch: Obras do viaduto da Waldemar Grubba em Jaraguá do Sul seguem atrasadas

Abril era a quarta data prevista para a conclusão da obra que começou em 2013

02/05/2016 - 03h01

Compartilhe

Por Redação NSC

Abril terminou e junto se encerrou mais um prazo para a entrega do viaduto na avenida Waldemar Grubba, na entrada de Jaraguá. Essa era a quarta data prevista para a conclusão da obra que começou em 2013. Desde lá, foram várias justificativas para o atraso. A empreiteira alegou excesso de chuvas, demora para remanejar redes de gás e fibra óptica e falta de pagamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Neste ano, quando tudo indicava que o elevado seria pavimentado, a base anterior ao asfalto não atingiu os níveis de resistência e precisou ser removida. A camada foi refeita há quase duas semanas, mas a pavimentação não foi concluída. O DNIT foi procurado pela coluna, mas ninguém respondeu sobre o que está atrasando a obra desta vez.

Leia outras colunas de Cinthia Raasch

Veículos com atestado de procedência

Depois do pedido de vista que trancou a pauta da Câmara de Vereadores de Jaraguá, deve ser votado nesta terça-feira o projeto de lei que prevê que as concessionárias e garagens forneçam atestado de procedência dos veículos zero-quilômetro e seminovos. A proposta veio do Executivo, escrita pelo vereador Luís Fernando do Almeida (PP) enquanto estava à frente do Procon.

Na última sessão, o presidente da Câmara aceitou o pedido de vista do vereador João Fiamoncini (PSD), que é contra o regime de urgência solicitado pela Prefeitura. Fiamoncini alegou que tinha recebido no mesmo dia o projeto do setor jurídico e que precisava analisar a proposta.

Loteamentos irregulares em debate

Os pedidos dos vereadores por melhorias em ruas são frequentes, mas mesmo que a Prefeitura de Jaraguá tivesse condições financeiras de atender a todos, por lei, não seria possível. O problema é que boa parte das demandas é em loteamentos irregulares. Em reunião entre vereadores, Prefeitura e MP sobre o tema, o promotor de justiça do Meio Ambiente, Alexandre Schmitt dos Santos, alertou que o poder público só pode fazer melhorias na infraestrutura urbana a partir da regularização fundiária.

Hoje, são cerca de 120 loteamentos irregulares em Jaraguá, principalmente nos bairros Três Rios do Sul e Três Rios do Norte. A maioria dos loteamentos irregulares tem várias matrículas numa única escritura. Dessa forma, legalmente, é como se fosse um grande terreno único e particular. Sem doação de rua à Prefeitura, não é possível pavimentar, por exemplo, nem levar serviços como creches e postos de saúde. A Prefeitura tem um trabalho para adequar os terrenos dentro do projeto Lar Legal, do governo estadual.

Colunistas