nsc

publicidade

Livre Mercado

Claudio Loetz: Pittol depende da Prefeitura para ter loja em Joinville

Empresa planeja abrir loja de calçados em prédio construído na rua 15 de Novembro, no Centro, em 1929

09/11/2015 - 08h21

Compartilhe

Por Redação NSC

A Hope Empreendimentos, braço da rede Pittol, de Concórdia, está à espera de definição por parte da Fundação Cultural de Joinville para decidir se constrói loja de calçados no prédio que pertencia à Celesc, na rua 15 de Novembro, no Centro. O imóvel, erguido em 1929, foi comprado em leilão feito pela estatal há pouco mais de dois anos. No caso de não conseguir fazer o aproveitamento do espaço para viabilizar o local como desejado para o negócio, o grupo varejista pode abandonar a ideia.

Na ótica dos empreendedores, o problema está nas exigências do setor de patrimônio cultural da Prefeitura, que quer, principalmente, a manutenção de escada e madeiras no espaço interno, entre outras cobranças para não descaracterizar a construção do início do século passado. No entendimento dos investidores, as restrições de uso prejudicaria a circulação das pessoas e diminuiria a potencialidade econômica do local. A Hope Empreendimentos propõe a substituição do assoalho por laje e a revitalização de fachadas.

O prédio tem 658 m2. Pelo projeto definido, iria para 6.170 m2, com a construção de mais 5.511 m2. Só o segundo pavimento teria 1.343 m2. O projeto chegou à fundação no dia 30 de abril de 2014. Após reuniões, permanecem divergências.

O último documento protocolado pelos representantes da Pittol data de 26 de agosto de 2015.

Leia mais colunas de Claudio Loetz

A greve e o abastecimento

Os caminhoneiros vão entrar em greve a partir de hoje. A preocupação do governo é grande. Eventual longa paralisação da categoria forçará a uma alta de preços de alimentos ainda maior do que a já provocada naturalmente em razão do excesso de chuvas. Se inflação ascendente já é péssimo, imagina caminhar para o desabastecimento de produtos essenciais, justamente num momento histórico de tensão política e social em razão de desemprego elevado.

Biomassa

A Fiesc sedia reunião que vai discutir nos dias 12 e 13 de novembro sobre o mercado de biomassa como energia renovável. Em questão, as políticas públicas e parcerias público-privadas para a promoção do setor; perspectivas do Estado de Santa Catarina; a pesquisa de apoio e as estratégias para o setor no Brasil.

Garagem

O número de automóveis emplacados na região Norte de Santa Catarina caiu 1,27% em outubro na comparação com setembro. Em todo o Estado, a queda atingiu a 2,2% na mesma base comparativa. E de outubro de 2014 para outubro de 2015, o tombo é de 40%. Sim. O mercado de carros ruiu.

Startups

O Cejas, em Jaraguá do Sul, será sede do Startup Weekend, a entre os dias 13 e 15 deste mês. O objetivo de reunir empreendedores, desenvolvedores, designers para compartilhar ideias, formar equipes e criar novas empresas. O evento é limitado a 60 inscrições no valor de R$ 100 por participante.

Planejamento tributário

A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 685/2015, que permite a quitação de débitos tributários com a Receita Federal ou com a Procuradoria-geral da Fazenda Nacional que estejam em situação de questionamento administrativo ou judicial. Assim, os contribuintes não são mais obrigados a informar à Receita os planejamentos tributários. Podem ser inscritos débitos vencidos até 30 de junho deste ano.

Empresas sustentáveis

A Termotécnica e a Embraco foram escolhidas como empresas de referência em suas áreas e figuram no Guia EXAME Sustentabilidade 2015. A Termotécnica - maior indústria da América Latina de transformação de EPS (isopor ®) - é citada como a mais sustentável do ano no Brasil na categoria química. Também se destacou sua atuação na categoria gestão de resíduos. O presidente da empresa, Albano Schmidt, festeja a conquista.

Deixe seu comentário:

publicidade