nsc
    an

    Livre Mercado

    Claudio Loetz: Prefeitura de Joinville quer parceria público-privada para a Arena e Centreventos

    Expoville é um exemplo de PPP, adotado na Expoille desde 2012

    11/01/2017 - 06h43 - Atualizada em: 11/01/2017 - 11h56

    Compartilhe

    Por Redação NSC

    A intenção já vem desde o ano passado e, em 2017, a Prefeitura de Joinville vai sim formatar modelo jurídico de parceria público-privada (PPP) para que dois espaços importantes do município sejam geridos pela iniciativa privada: a Arena Joinville e o Centreventos. A Procuradoria fará o documento que vai orientar os trabalhos, e o secretário de Esportes, Douglas Strelow, será o responsável pelas implementação das PPPs.

    Leia as últimas notícias de Joinville e região no an.com.br

    Este processo deverá ser rápido, pois a Prefeitura quer se livrar desses lugares, cujos custos oneram o caixa e se torna difícil fazer as melhorias reclamadas.

    O espaço do ginásio de esportes Ivan Rodrigues entrará no pacote, mas em uma modalidade distinta. O local será permutado com empresário, que poderá erguer empreendimento comercial. Em troca, ele assumirá o compromisso de construir outro ginásio em região da periferia da cidade.

    Leia outras notícias de Claudio Loetz

    Em Joinville, um exemplo de PPP é o adotado na Expoville desde 2012, durante o governo de Carlito Merss. Na época, o consórcio Viseu-Caex ganhou a concessão do empreendimento por 25 anos com previsão de investimentos de R$ 34,5 milhões em reformas durante três anos.

    Cesta básica

    As primeiras pesquisas de preço do ano feitas pelo Procon de Joinville revelam aumentos de 1,77% na cesta básica e 2,09% nos produtos para churrasco. O levantamento foi realizado nos dias 2 e 3 de janeiro. Foram pesquisados 45 itens em oito estabelecimentos. O preço médio ficou em R$ 264,32 neste mês, contra R$ 259,72 de dezembro. Considerando os produtos mais baratos em todos os mercados pesquisados, a cesta básica ficaria em R$ 202,86. Em janeiro, os maiores aumentos foram os de ovos vermelhos (12 unidades) alta de 22,99%; óleo de soja (900 ml), com alta de 18,70%; quilo da cenoura, que subiu 17,31%.

    Variação absurda

    Na pesquisa de produtos para churrasco foram avaliados 18 itens, em sete estabelecimentos. A maior diferença de preço ficou com o sal grosso (kg), com uma variação de 473,68%. Em seguida, vem o quilo da fraldinha (99,50%); do contrafilé (81,22%) e da costela (78,53%).

    Começam as obras da GM

    Começaram as obras de construção da segunda fábrica da General Motors, em Joinville. A companhia anunciou em dezembro que vai erguer unidade de motores completos, investimento superior a R$ 1 bilhão. Houve reunião do vice-presidente da empresa, Marcos Munhoz, com o prefeito e equipe, quando foi oficializado o anúncio. A fábrica deverá ficar pronta em janeiro de 2018. Vai produzir 280 mil motores por ano, deslocando para Joinville toda a produção de motores da montadora, atualmente espalhada por quatro unidades. A cidade se tornará, em 2018, a referência nacional na fabricação de motores da multinacional norte-americana. A GM ergueu sua primeira unidade em Joinville em 2012. A nova LOT, sancionada pelo prefeito e em fase final de regulamentação de alguns pontos específicos, tende a tornar mais atrativa a cidade para investidores, de modo que outros empreendimentos grandes poderão prospectar regiões com potencial de expansão para os negócios.

    Parceria em tecnologia

    O mercado mundial de business intelligence e Analytics fechou 2016 com negócios ao redor de US$ 16,9 bilhões, mostra relatório da Gartner. O número indica crescimento de 5,2% em relação ao ano anterior. Neste contexto, a Prosyst e o Inovaparq fecharam parceria e a incubadora está utilizando o nexBI, uma ferramenta da empresa joinvilense que melhora a qualidade das informações das empresas, e permite que se explore e visualize grande volume de dados. A parceria entre Prosyst e o parque de inovação tecnológica vai ampliar os conhecimentos que envolvam o estudo de grandes bases de dados. Serão consideradas questões de capacitação (treinamento em conjunto), e avaliação de bases de dados disponibilizadas pelo Inovaparq. O software é acessível a todas às áreas de negócio das empresas.

    O maior

    A Frimesa vai construir o maior frigorífico de carne suína do País. Serão 141 mil m² de área construída em um terreno de 115 hectares, na cidade de Assis Chateaubriand, no Paraná. A primeira etapa será concluída em 2018, gerando 3.5 mil empregos.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas